Pesquisadores do SENSEable City Labs, em parceria com o Aerospace Robotics and Embedded Systems, ou ARES Lab, ambos do MIT (Massachusetts Institute of Technology, nos Estados Unidos), estão trabalhando em uma nova tecnologia que pretende fazer com que imagens em 3D possam realmente ser visualizadas em 3D.

Flyfire é o nome do projeto que traz a ideia de pixels voadores, dispostos em uma espécie de nuvem luminosa.  Essa nuvem pode ter formato dinâmico e é produzida partir de uma imagem em 2D.
 
A imagem surge de micro-helicópteros controlados remotamente, com LEDs coloridos que funcionam como os pixels. Os pequenos helicópteros podem fazer coreografias sincronizadas e a projeção de luz feita através dos LEDs cria uma tela tridimensional que assumiria qualquer formato.

Os pesquisadores do SENSEable City Labs adotaram a parceria com o ARES Lab porque ele é o responsável pela tecnologia de estabilidade e precisão de controle dos helicópteros – de 3cm de distância verticalmente. Horizontalmente, os helicópteros precisam de 10cm de distância.

Repdorução: SENSEable City Labs
Para gerar a imagem é necessário um ambiente com a maior estabilidade possível, ou seja, sem vento. Também é ideal que seja um lugar fechado, grande e escuro, para que os helicópteros tenham espaço para voar e que as imagens formadas sejam visualizadas perfeitamente.

Por enquanto, os pesquisadores são capazes de coordenar poucos helicópteros. Em breve, pretendem trabalhar com milhares de pequenos aparelhos que emitem luz. coordenados para gerar a imagem 3D. Seria possível ir ao cinema e ver o filme em 3D sem utilizar óculos especiais.

Ao gerar a imagem com objetos voadores, o Flyfire faz com que você visualize a imagem de todos os ângulos, e não somente de frente, trazendo a real experiência do 3D. E ele não só muda de cor, como altera o formato da imagem, criando um rastro de luz. O objetivo dos pesquisadores é transformar qualquer espaço em um ambiente de imersão e interação com a imagem.

 

Cupons de desconto TecMundo: