(Fonte da imagem: Reprodução/Lazygamer)

A reação dos especialistas ao anúncio do ambicioso Project Morpheus, óculos de realidade virtual para o PS4, foi mais que positiva. O acessório deu uma verdadeira chacoalhada na indústria – que caminha na mesmice há um bom tempo, convenhamos – e arrancou elogios de desenvolvedores e outros veteranos do mercado.

As opiniões, em sua maioria manifestadas através do Twitter, dão voz à repercussão que o headset teve entre diversos especialistas. David Perry, CEO do serviço Gaikai, disse que está “muito empolgado pelo fato de a Sony finalmente ter anunciado o Project Morpheus” e que é um “grande fã do VR”:

Já Mark Rein, vice-presidente da Epic Games, disse que ele e sua equipe estão “empolgados em apoiar o Project Morpheus” e deu os parabéns pelo anúncio na noite dessa terça-feira:

Andrea Pessino, da Ready at Down, foi ainda mais ousado e cravou o fim do Oculus Rift: “RIP [Descanse em Paz], Oculus Rift... Nós mal o conhecemos”.

Min-Liang Tan, CEO da Razer, empresa dedicada à produção de acessórios voltados para gamers, também não poupou elogios ao dizer que a Sony não para de surpreender. “A Sony está detonando mesmo, cada vez mais. O Morpheus parece ser muito legal”, declarou.

A Naughty Dog também não deixou barato: Toddy Foster, artista que trabalha na desenvolvedora, se manifestou no microblog e até fez uma analogia ao Morpheus da trilogia Matrix. “Morpheus. Definitivamente vou ficar com a pílula azul. Vou amarrar uma [câmera] Go-Pro na minha cabeça, colocar o vídeo no meu headset VR e sair andando por aí. Vai parecer que estou no mundo real”, imaginou o artista.

O estúdio independente Housemarque também manifestou desejo pelo acessório. “A Sony apresentou o Project Morpheus... Talvez devêssemos pedir um dev kit. (...) Poderíamos tentar alguma coisa nele sim”, declarou.

“Por padrão é 3D”, diz Shuhei Yoshida

Nada seria mais natural que o presidente mundial da Sony, Shuhei Yoshida, se pronunciar sobre seu mais novo “filhote”. Um detalhe imprescindível e que não foi mencionado nem sequer no press release oficial da empresa é o 3D estereoscópico, o qual, confirmou Yoshida, será “um padrão” do Project Morpheus.

Outros detalhes relevantes foram dissertados pelo executivo. A câmera é um apetrecho exigido para a utilização do headset, mas o PS Move é opcional, dependendo do título. Para games convencionais, o DualShock 4 pode ser utilizado sem problemas.

O presidente destacou também que o acessório é voltado especialmente para games; o foco da experiência não está em filmes ou outros recursos multimídia. “Não é o nosso foco [ver filmes], mas podemos criar uma enorme tela virtual para assistir”, explicou.

Uma informação que leva asterisco aos desenvolvedores diz respeito à produção de um jogo para o Morpheus: o título deve ser absolutamente criado para o acessório. O catálogo atual, portanto, só será compatível com o headset se a equipe de criação redesenhar tudo para se adequar aos óculos. “Os jogos têm de ser programados para o Morpheus, mas um jogo como Outlast seria sensacional”, disse.

Pessoas que por algum motivo têm visão em apenas um olho também conseguirão usufruir do acessório, completou Yoshida.

Mas é bom a gente renovar o estoque de fraldas Pampers para jogar Outlast nisso aí.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: