TVs QD-OLED da Samsung podem se tornar o novo padrão de qualidade

1 min de leitura
Imagem de: TVs QD-OLED da Samsung podem se tornar o novo padrão de qualidade
Imagem: Tech Radar
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Após rumores, a tecnologia "sucessora" dos painéis OLED fabricada pela Samsung Displays, QD-OLED, finalmente fez sua estreia oficial — mas não como o esperado. A novidade estreou como homenageada na categoria "O melhor da inovação" na Consumer Electronics Show (CES) 2022, deixando mais espaço para o anúncio de outras linhas de televisão da sul-coreana.

No entanto, o contexto não é de tudo desanimador para os fãs mais ávidos da empresa. Segundo o texto da premiação, o modelo de 65" possui "a primeira tela OLED de pontos quânticos RGB autoemissíveis do mundo", unindo os benefícios da atual tecnologia disponível com níveis superiores de brilho e saturação — confirmando os rumores mais recentes. Além disso, a descrição também menciona quatro entradas HDMI 2.1, taxa de atualização de 144 Hz, som imersivo e o processador chamado "Neo Quantum".

Sem outros detalhes revelados até o momento, vale ressaltar que a nova tecnologia possivelmente será direcionada ao nicho de altíssimo desempenho e qualidade do mercado, que possui uma faixa de preço mais custosa e os entusiastas como público-alvo. A estreia das telas QD-OLED, apesar de seleta, também pode ameaçar a dominância da LG Display, responsável pela fabricação de todos os painéis OLED presentes nas TVs disponíveis do tipo — consideradas o atual padrão de qualidade.

Nova TV QD-OLED da Samsung deve oferecer todos os benefícios do OLED, com brilho e cores aprimorados. (Fonte: CNET / Reprodução)Nova TV QD-OLED da Samsung deve oferecer todos os benefícios do OLED, com brilho e cores aprimorados. (Fonte: CNET / Reprodução)Fonte:  CNET 

O que torna QD-OLED tão especial?

O QD-OLED inova ao utilizar uma camada de OLEDs azuis para criar "luz" e uma camada de pontos quânticos para converter partes dessa emissão nas cores verde e vermelho. Como resultado, há ainda mais fidelidade de cor, melhores níveis de saturação e brilho, além de manter o profundo contraste oferecido pela alternativa concorrente. A tecnologia empregada também exige menos desgaste energético dos componentes, algo que deve evitar problemas como o "burn in" ao longo prazo.

Por outro lado, como aponta o site CNET, a simples presença de uma alternativa ao OLED indica maior competitividade no mercado e, subsequentemente, avanços na qualidade de imagem oferecida ao consumidor.

Imagem: Smart TV 50" Qled Samsung 4k 50Q60A
Imagem: Tecmundo Recomenda

Smart TV 50" Qled Samsung 4k 50Q60A

Desfrute do máximo da qualidade de imagem em 4K, com 1 bilhão de cores vibrantes por muito mais tempo. Controle sua TV por voz em português: acesse apps, mude de canal ou altere o volume.