Youtuber manda AirTag para sede da Apple e recebe carta da empresa

1 min de leitura
Imagem de: Youtuber manda AirTag para sede da Apple e recebe carta da empresa
Imagem: MegaLag
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O youtuber MegaLag aproveitou a poderosa rede de localização das etiquetas inteligentes AirTags para fazer um pequeno experimento, registrado em dois vídeos do seu canal.

O criador de conteúdo enviou três unidades do item de rastreamento para lugares peculiares: a Coreia do Norte, a sede da SpaceX, para ser recebida por Elon Musk, e o campus principal da Apple, empresa que fabrica e vende os dispositivos. Um dos objetivos, além de avaliar a precisão da localização, era saber qual seria o destino de cada item.

A AirTag da Coreia do Norte era a com menos chance de sucesso, o que de fato aconteceu: sem entrar no país de destino, o produto foi parar na Coreia do Sul e lá perdeu formas de rastreio, já que leis locais impedem a utilização da rede "Find My". A sede da SpaceX manteve a sua unidade por duas semanas e meia, mas ela posteriormente foi enviada para uma central de reciclagem na Califórnia.

Por fim, o modelo da Apple passou seis semanas parado em Cupertino, no Vale do Silício. Logo depois, a AirTag retornou para a casa de MegaLag, com direito a uma carta de um dos assistentes do CEO da companhia, Tim Cook.

"Prezado Jonathan, obrigado por compartilhar conosco sobre o seu projeto com as AirTags da Apple. Ficamos encantados em ouvir sobre usos criativos das AirTags e como elas podem melhorar as vidas dos consumidores. Como você pode imaginar, o senhor Cook recebe centenas de cartas todos os meses de clientes como você. Infelizmente, ele não pode responder a cada pedido, mas esperamos que você continue aproveitando os AirTags enquanto eles retornam dessa jornada única ao redor do mundo", diz o recado.