Xiaomi Mi CC10: celular flexível deve trazer o chip Snapdragon 870

1 min de leitura
Imagem de: Xiaomi Mi CC10: celular flexível deve trazer o chip Snapdragon 870
Imagem: Xiaomi
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Novas informações publicadas no site Weibo nesta segunda-feira (17) indicam que o Xiaomi Mi CC10 poderá ser equipado com o processador Snapdragon 870. Anteriormente, uma variante do aparelho havia aparecido em testes do Geekbench com o Snapdragon 865+, que estrou nos topos de linha de 2020, sugerindo que a gigante chinesa pode ter adotado recentemente o novo modelo como uma discreta melhoria.

Apesar de possuir uma numeração "maior", o Snapdragon 870 não é considerado um processador topo de linha e se encaixa na categoria de intermediários premium ou de alto desempenho. Contudo, isso não o torna menos potente, já que sua tecnologia mais recente o coloca no mesmo patamar que o Snapdragon 865+.

Isso se dá pela configuração dos núcleos do Snapdragon 870, que podem atingir a frequência máxima de 3,2 GHz — cerca de 100 MHz a mais que o Snapdragon 865+. Ademais, o modelo mais recente possui suporte para redes 5G e acompanha a GPU Adreno 650, configurada com uma frequência ligeiramente superior, de 670 MHz. Confira abaixo mais detalhes técnicos sobre ambos os modelos:

Comparativo entre os Snapdragon 870 e 865+. (Fonte: GizChina / Reprodução)Comparativo entre os Snapdragon 870 e 865+. (Fonte: GizChina / Reprodução)Fonte:  GizChina 

Até o momento, sabe-se apenas que o Xiaomi Mi CC10 deve possuir uma tela flexível e ser energizado por uma generosa bateria de 4.360 mAh. Caso siga os passos de seu predecessor, o modelo também poderá contar com uma câmera de 100 MP e, além disso, outros rumores indicam a presença de lentes teleobjetivas de até 120X — o que reforça a expectativa de um conjunto potente de câmeras.

Xiaomi Mi CC10: celular flexível deve trazer o chip Snapdragon 870