Quem é Alexa, a assistente virtual da Amazon

4 min de leitura
Imagem de: Quem é Alexa, a assistente virtual da Amazon
Imagem: Amazon
Avatar do autor

O setor de assistentes pessoais digitais do mercado é povoado por nomes bem famosos. Siri, Google Assistente e Cortana já são reconhecidas como parte de produtos e sistemas operacionais inteiros, ajudando e divertindo os usuários com respostas rápidas, piadas e atalhos de funcionamento.

A Amazon também conta com um recurso próprio que tem conquistado cada vez mais espaço, inclusive no Brasil: a Alexa. Uma ferramenta que está cada vez mais completa e presente em nosso cotidiano, mostrando que a companhia vai muito além de ser uma loja virtual.

Quem é a Alexa?

Em essência, a Alexa é uma assistente virtual interativa que opera a partir de uma interface de voz e utiliza recursos de inteligência artificial para oferecer a melhor resposta possível aos comandos do usuário.

A plataforma junta funções de organização, produtividade, conhecimento e entretenimento, com respostas em tempo real e servindo até mesmo como um serviço de gerenciamento de outros dispositivos.

A logo original da plataforma.Logo original da plataforma.Fonte:  Amazon 

A assistente foi apresentada em novembro de 2014 com o primeiro dispositivo da linha Echo de alto-falantes inteligentes. O nome foi escolhido tanto pela pronúncia marcante, especialmente na consoante "x", quanto como uma homenagem à biblioteca de Alexandria, uma das grandes fontes de obras e documentos do Egito Antigo.

Como a Alexa funciona

A Alexa foi desenvolvida por um setor interno de pesquisas da empresa chamado Amazon Lab126 e pode ser ativada por ações do mouse, toques na tela ou usando o comando de voz "Ei, Alexa" seguido da orientação. Assim, para saber se há chances de chuva, você pode perguntar "Ei, Alexa. Qual é a previsão do tempo para hoje?" e aguardar a resposta.

Algumas funções da Alexa no aplicativo para Android.Algumas funções da Alexa no aplicativo para Android.Fonte:  Google Play Store 

O funcionamento da Alexa é baseado em uma combinação de tecnologias. Para receber e compreender um pedido, o sistema capta comandos de voz com microfones, "disseca" a mensagem separando palavras-chave e responde usando um dos recursos disponíveis.

Além disso, ela utiliza o aprendizado de máquina para ficar mais inteligente com o tempo, detectando hábitos, respondendo a questões com base no contexto e gravando preferências. Ao mesmo tempo, sua linguagem também é desenvolvida, tentando fazer que a assistente pessoal interaja com vocabulário e pronúncia cada vez mais próximos do humano.

Desde abril de 2019, a Alexa existe em uma versão em português do Brasil.

A família Echo

O principal meio de utilização da Alexa é a partir dos dispositivos Echo, uma família de smart speakers (alto-falantes inteligentes) e smart displays (telas inteligentes) lançada pela Amazon com opções para diversas necessidades.

Um Echo Dot de 3ª Geração.Echo Dot de 3ª Geração.Fonte:  Amazon 

Entre os modelos atualmente disponíveis no mercado, os smart speakers são divididos em linha Echo Dot e Echo Studio. Os Dots são versões em miniatura, com design minimalista e visual que combina com diversos estilos de decoração. O Studio é um modelo mais caro e maior, mas também com som imersivo, servindo como reprodutor de músicas ou chamadas telefônicas de alto desempenho.

Um Echo Studio realizando uma videochamada.Um Echo Studio realizando uma videochamada.Fonte:  Amazon 

No setor de telas, a linha Echo Show tem as mesmas funcionalidades da Alexa, mas com o diferencial de uma tela para exibir informações, respostas e ainda mais possibilidades de interação. O tamanho do display depende do modelo, com opções que podem chegar a até 10 polegadas.

Entretanto, essas não são as únicas opções para desfrutar da assistente pessoal. É possível ativá-la também pelos dispositivos Fire TV, da própria Amazon.

Um dos comandos envolvendo serviços de streaming no Fire TV.Um dos comandos envolvendo serviços de streaming no Fire TV.Fonte:  Amazon 

Dezenas de milhares de dispositivos são compatíveis com a Alexa, desde smart speakers de outras fabricantes até smart TVs, notebooks e smartphones. A disponibilização, entretanto, depende de cada marca parceira. Para estabelecer a conexão, nesses casos, é preciso utilizar um aplicativo da companhia.

Funções da Alexa

Afinal, o que a Alexa é capaz de fazer? Se você utiliza outras assistentes pessoais, já tem uma ideia das várias funções e capacidades desse tipo de plataforma. Ela pode realizar tarefas básicas, como responder a questionamentos variados e solicitações de previsão do tempo, notícias, cotações de moeda ou receitas, por exemplo. Além disso, pode ser usada para estabelecer alarmes e lembretes ou anotar listas diversas, seja para compras, seja para tarefas futuras.

Algumas possibilidades da Alexa durante o seu dia a dia.Algumas possibilidades da Alexa para o dia a dia.Fonte:  Amazon 

Especialmente no caso da linha Echo, os comandos de voz podem ser usados para controlar músicas e áudios em reprodução, além de realizar ligações para seus contatos. Em datas comemorativas, feriados e aniversários, ela recebe interações especiais — algo que já aconteceu com Star Wars e Páscoa, para citar alguns exemplos.

A partir de uma loja interna, a Alexa tem uma série de "habilidades" (skills, no original em inglês) que operam como aplicativos solicitados pelo usuário e incluem tanto os serviços de informação e notícias quanto as brincadeiras, como perfis que contam piadas e fazem jogos de adivinhação.

Uma das funções possíveis em conexão com lâmpadas inteligentes.Uma das funções possíveis em conexão com lâmpadas inteligentes.Fonte:  Amazon 

Por fim, a assistente pessoal também pode ser utilizada como central de controle de um ecossistema de casa inteligente. Caso sensores, eletrodomésticos, câmeras e outros aparelhos estejam devidamente pareados em uma mesma rede, é possível comandar as operações da residência a partir de comandos de voz.

Fontes