O que significa 'cores puras' em uma Smart TV?

4 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: O que significa 'cores puras' em uma Smart TV?
Imagem: LG
Avatar do autor

O mundo não seria o mesmo se não fossem as cores. São elas que trazem beleza e vida para as paisagens e os lugares diversos que visitamos, as comidas que experimentamos e as mais variadas experiências que vivemos. E o Brasil com suas cores puras é um país que se destaca nesse sentido por conta de sua grande diversidade. Desde a nossa vibrante natureza até nossas tradições multicoloridas, o Brasil é um país que definitivamente se destaca quando o assunto é cores.

Portanto, se não fossem as cores, o mundo provavelmente seria muito sem graça – além de preto e branco.

Assim, no contexto atual, acabamos experimentando as diversas cores por meio de telas. Este não seria um grande problema se elas fossem capazes de transmitir a verdadeira beleza da coloração, mas isso não é o que acontece – ao menos com a maioria dos televisores.

Para a nossa sorte, alguns modelos de smart TV são capazes de exibir o que chamamos de “cores puras”, ou seja, aquelas cores mais próximas do que vemos na vida real. Esse é o caso dos televisores NanoCell, a aposta da LG para o segmento de TVs LCD premium.

A pureza da coloração não é algo fácil de se conseguir em um display, pois é preciso tecnologia e métodos certos. E é exatamente isso que nós vamos entender como acontece com os modelos de TVs da LG.

Como funciona a exibição de cores em uma tela de TV?

Nos televisores convencionais, as cores impuras fazem parte da imagem final, diminuindo a qualidade.Nos televisores convencionais, as cores impuras fazem parte da imagem final, diminuindo a qualidade.Fonte:  LG 

As tecnologias por trás da produção de imagem em televisões mudaram bastante nos anos recentes e por isso seria difícil explicar em detalhes como cada uma delas funciona. Mas, em resumo, podemos entender que uma fonte de luz projeta as cores em um aparato e é a combinação dessas diversas colorações que reproduzem a imagem que visualizamos.

O problema é que, no processo de formação de imagem nas TVs, cores opacas também são emitidas e acabam prejudicando a qualidade final da imagem. Estas apresentam um comprimento de onda que fica entre 580 nm e 640 nm, sendo responsáveis por tirar a saturação de cores como o verde e o vermelho, resultando em imagens que não parecem tão “vivas”.

Em TVs convencionais, essa mistura entre cores opacas e puras é chamada pelo nome técnico de “sangramento”. Outro problema é que a transição entre os diversos tons também fica prejudicada, já que não é tão suave entre colorações mais parecidas. Vale ressaltar que até mesmo o ângulo de visualização pode ser afetado em alguns casos.

Smart TVs com tecnologia NanoCell

Com a tecnologia NanoCell, as cores indesejadas são filtradas e somente as puras são exibidas.Com a tecnologia NanoCell, as cores indesejadas são filtradas e somente as puras são exibidas.Fonte:  LG 

A tecnologia que resolve esse problema tem nome e se chama NanoCell. Exclusiva da linha premium de TVs da LG, a técnica consiste no uso de nanopartículas sobre o painel que filtram as cores indesejadas e tornam as visualizadas mais vivas e reais.

Esse filtro de nanopartículas impede que aqueles comprimentos de onda das cores opacas sejam projetados e façam parte da visualização final. O resultado prático são vermelhos, verdes e azuis mais puros, sem o “sangramento”, melhorando a qualidade da exibição. As smart TVs com NanoCell são capazes de exibir mais de 1 bilhão de cores puras!

A transição entre as cores também é mais suave entre tons parecidos, proporcionando céus totalmente azuis e plantas com uma aparência mais natural, por exemplo. A tecnologia NanoCell também preserva o ângulo de visão das imagens, ou seja, as cores exibidas são as mesmas, não importa qual seja a posição do observador.

Muito além das cores puras

Os televisores da LG com NanoCell têm muitas outras tecnologias interessantes.Os televisores da LG com NanoCell têm muitas outras tecnologias interessantes.Fonte:  LG 

Essas TVs da LG com a tecnologia NanoCell apresentam ainda outras novidades exclusivas. Um bom exemplo é o suporte a mais assistentes pessoais em português, como o Google Assistente e a Alexa da Amazon. Dessa forma, é possível transformar a TV em uma central de entretenimento completa.

A inteligência artificial ThinQ AI, exclusivo da LG, controla os equipamentos conectados da casa através de um painel de controle, apenas com o reconhecimento de voz. Dessa forma, é possível realizar uma série de ações, como fazer pesquisas, comprar na web, gerenciar outros produtos inteligentes da casa e muitos mais.

As televisões da LG também contam com os espetaculares controles Smart Magic (como suporte a comandos de voz e rápido acesso aos apps favoritos). Os modelos da marca também oferecem suporte ao já consolidado HDR, além de Dolby Vision/Atmos e modo FilmMaker, tecnologia que deixa os tons claros com mais brilho e os escuros com mais contraste, dando alta definição para o que é exibido.

Também é importante destacar que a LG foi a primeira a conquistar o selo “8K real”, concedido pela Consumer Technology Association (CTA). Para ganhar esse reconhecimento, cada um dos mais de 33 milhões de pixels de uma TV precisam ser imperceptíveis. Os modelos da marca, na verdade, excedem em muitos o padrão estabelecido pela CTA para uma TV 8K. Essa conquista atesta que os modelos da marca possuem qualidade para os consumidores.*****

A técnica de utilizar nanopartículas presentes nas smart TVs LG com NanoCell é algo surpreendente. Somente experimentando essa tecnologia é possível realmente entender o quão superior as imagens exibidas são quando comparadas a outras TVs.

Ficou interessado? Quer saber quais modelos de TV têm a tecnologia NanoCell? Então clique aqui e descubra!

Fontes

O que significa 'cores puras' em uma Smart TV?