Qualcomm lança leitor de digitais 77% maior e 50% mais rápido

1 min de leitura
Imagem de: Qualcomm lança leitor de digitais 77% maior e 50% mais rápido
Imagem: M2SYS/Reprodução
Avatar do autor

Quem nunca xingou o celular quando ele não consegue identificar sua digital que atire a primeira pedra e depois, aguarde chegarem ao mercado os celulares equipados com o novo leitor lançado agora pela Qualcomm – segundo a empresa, ele é 77% maior e 50% mais rápido que seu antecessor.

Chamado de Qualcomm 3D Sonic Sensor Gen 2, o novo sensor ultrassônico de impressão digital de tela cobre uma área de 64 milímetros quadrados, maior que os 36 milímetros quadrados (4 mm x 9 mm) da primeira geração. Segundo a gigante americana, o aumento da área vai permitir que sejam coletados 1,7 vez mais dados biométricos (obviamente, há mais dedo a ser escaneado). O aumento da velocidade na identificação das cristas e dos poros vai se traduzir em celulares desbloqueados 50% mais rapidamente.

.  Qualcomm/Divulgação 

Em comunicado para a imprensa, a empresa diz esperar que “o Qualcomm 3D Sonic Sensor Gen 2 seja lançado em dispositivos móveis no início de 2021”. Como somente a Samsung é cliente dos leitores de digitais da Qualcomm, espera-se que o 3D Sonic Sensor Gen 2 apareça sob o display do novo Galaxy S21, a ser lançado no próximo dia 14 no evento da gigante sul-coreana Unpacked 2021.

Modelo plus size

Este não é o único leitor de digitais no qual a Qualcomm aposta: a empresa tem também o 3D Sonic Max, lançado em 2019, que trabalha com uma área de leitura de 30 mm x 20 mm (larga o bastante para duas impressões digitais).

À época, o vice-presidente da Qualcomm, Alex Katouzian, disse ao site CNET que o 3D Sonic Max corrigia os erros da primeira versão (o mais grave: permitir o acesso não autorizado se um protetor de tela estivesse em uso). A empresa acena com a chegada ao mercado do seu leitor plus size ao fim deste ano, mas o scanner de digitais começou bem: levou o Prêmio de Inovação da CES 2021.