TV LG NANO86: nanopartículas para alta qualidade de imagem

4 min de leitura
Imagem de: TV LG NANO86: nanopartículas para alta qualidade de imagem
Imagem: LG
Avatar do autor

Em outubro de 2020, a LG trouxe para o Brasil suas TVs com tecnologia NanoCell divididas em seis séries: NanoCell 96, NanoCell 95, NanoCell 90, NanoCell86, Nano 81 e Nano 79. Tivemos a oportunidade de conhecer mais de perto a LG 55NANO86 4K de 55 polegadas e trouxemos alguns destaques.

O modelo é uma opção interessante para quem não quer desembolsar tantos mil reais em TVs super premium OLED, mas também não abre mão da qualidade de imagem. A Nano86 foi lançada com um preço sugerido de R$ 5 mil, mas pouco tempo depois já era possível encontrar o modelo de 55” por até R$ 3.700 em algumas varejistas.

Design e conexões

Para oferecer um visual mais requintado, a LG apostou em um design com bordas mais finas que destacam ainda mais a tela. No entanto, o acabamento traseiro do modelo é de plástico, com uma espécie de material que se parece com aço escovado dando um melhor acabamento na base do produto. O design ultra-fino das OLED também não marca presença por aqui, com o modelo sendo mais grosso.

TV NanoCell

Por falar na base, ela não passa tanta firmeza na hora de manusear a TV apoiada em algum móvel. Quando vamos mexer nas conexões traseiras para espetar algum cabo, por exemplo, sentimos ela balançar. Vale destacar que a TV pesa 17,2 quilos e a base mais 1,5 quilo.

Na parte inferior, temos um botão físico para ligar a TV e os dois alto-falantes, enquanto as conexões ficam na parte traseira. O modelo conta com:

  • 2 entradas HDMI 2.1 (para transmissão em 4K a 120 fps)
  • 2 entradas HDMI 2.0
  • 3 entradas USB
  • 1 conexão RF para antena
  • 1 saída digital óptica
  • Também é possível escolher conectar a TV à internet via cabo ou Wi-Fi (2,4 GHz ou 5 GHz)

lg nanocell conexões

Sistema operacional e controle

A LG NANO86 usa o WebOS 5.0 como sistema operacional e tem suporte ao Google Assistente, Apple Home Kit e Alexa para acionar comandos de voz. A plataforma LG ThinQ AI também permite encontrar canais, buscar vídeos na internet ou ver a previsão do tempo usando apenas a voz.

A loja de aplicativos tem uma variedade interessante de serviços para download, incluindo os principais streamings do mercado. Quem quiser espelhar conteúdo do celular também pode usar o Miracast ou o Apple AirPlay.

webos 5

O controle remoto é o Smart Magic, já visto em outros modelos de TV da marca. Ele permite acesso rápido aos apps prediletos do usuário, possui microfone integrado, navegação via scroll e botões dedicados à Netflix e ao Amazon Prime Video.

Também é importante destacar a presença de recursos como o Modo Galeria, que exibe imagens quando a TV está em stand by, ou o Alerta de Esportes, que permite ao usuário cadastrar o time que deseja acompanhar para receber notificações com placar de jogos em tempo real.

A Inteligência Artificial da LG também permite que a própria TV escolha as melhores configurações para áudio, imagem e brilho, de acordo com o ambiente à sua volta.

tv lg nanocell

Qualidade de imagem e som

O NanoCell Display 4K UHD tem frequência nativa de 120 Hz e suporte para HDR10 e Dolby Vision. O resultado final são cores vivas e contraste bem interessante. Gamers podem usufruir de recursos como VRR, ALLM e eARC, além do HGiG, que ajusta os gráficos HDR.

Diferente das TVs OLED, a NanoCell não possui pixels que se autoiluminam. Na verdade, ela é uma LCD com partículas de 1 nanômetro que filtram as cores, refinando as cores "impuras", melhorando a qualidade da imagem e deixando-as mais realista.

Se compararmos a NanoCell com uma QLEDs, por exemplo, a diferença é que modelos como os da Samsung adicionam uma película de cores com pontos quânticos a uma tela LCD convencional, deixando a TV com três camadas na estrutura do painel: painel de iluminação traseiro, película, e LCD. Já a NanoCell reduz para duas camadas: painel de iluminação e painel LCD com nanopartículas integradas.

Na NANO86, o resultado são imagens realmente impressionantes, mas que ainda ficam para trás no quesito brilho se comparadas às QLEDs Samsung. O contraste é muito bom, mas não pode ser comparado com a profundidade de uma OLED, apesar da presença do local dimming ser um ponto positivo do modelo testado.

lg nanocell

O ângulo de visão é amplo e o painel IPS lida bem com reflexos em salas com janelas que iluminam bem o ambiente.

No quesito som, a NANO86 conta com Dolby Atmos e dois alto-falantes com potência de 20W. Isso significa praticamente metade da potência da família OLED, o que é um ponto negativo para quem valoriza áudio na hora de comprar uma TV. O resultado não é ruim, mas falta potência e o grave não gera grandes emoções.

Vale a pena?

A LG NANO86 tem uma qualidade de imagem impressionante e é um ótimo modelo para quem pretende investir na nova geração de consoles, já que possui HDMI 2.1 e frequência de 120 Hz.

O sistema operacional é o mesmo de modelos mais robustos da marca, mas o acabamento é um pouco mais modesto, bem como seu hardware para áudio. Se você encontrar o modelo à venda na casa dos R$ 3.500 (ou menos) o investimento é muito válido.

Imagem: Smart TV Nano Cristal 55" 4K, LG NANO86
Imagem: Tecmundo Recomenda

Smart TV Nano Cristal 55" 4K, LG NANO86

Uma televisão inteligente moderna com 55 polegadas em 4K, inteligência artificial, Bluetooth, Wifi e muitas funcionalidades.

TV LG NANO86: nanopartículas para alta qualidade de imagem