Power bank de R$ 70 da Xiaomi também serve como aquecedor de mãos

1 min de leitura
Imagem de: Power bank de R$ 70 da Xiaomi também serve como aquecedor de mãos
Imagem: Xiaomi
Avatar do autor

Além de lançar power banks próprios da marca Mi, a Xiaomi aposta também em licenciamentos e parcerias com fabricantes menores para produtos cotidianos diversos. O mais novo item desse vasto catálogo combina uma fonte portátil de bateria com outro objeto aparentemente sem relação: um aquecedor de mãos.

O ZMI Hand Warmer/Power Bank tem a dupla função de ser um carregador portátil com uma capacidade de armazenamento de 5.000 mAh para turbinar a bateria de eletrônicos, além de manter as mãos ou até os bolsos quentes durante dias mais frios.

O produto, que será estrategicamente lançado durante o inverno do Hemisfério Norte, carrega tanto aparelhos maiores, como smartphones, quanto aqueles que utilizam Bluetooth de baixa intensidade, como fones de ouvido. Segundo a fabricante, ele é mais rápido em recarregar o iPhone 12 do que o acessório próprio da Apple de 5W.

O aparelho pode ser usado para recarga, mas não junto com o aquecedorO aparelho pode ser usado para recarga, mas não junto com o aquecedorFonte:  Xiaomi 

Para fazer o aquecimento, o aparelho conta com um sensor de temperatura PTC e tecnologias patenteadas pela companhia para manter o aquecimento em um mesmo nível, sem exagerar no calor. Ele chega ao máximo de 52ºC e pode ser utilizado sem fios por até quatro horas sem parar, usando a energia do próprio power bank como fonte.

Por motivos de segurança, a função de recarga e aquecimento não podem ser usadas simultaneamente. Além disso, a LED emitida pelo acessório é forte e pode ser utilizada até com uma espécie de lanterna provisória.

A empresa garante que a tecnologia é segura o suficiente para uso constante.A empresa garante que a tecnologia é segura o suficiente para uso constante.Fonte:  Xiaomi 

O ZMI Hand Warmer/Power Bank é vendido exclusivamente na China por 89 yuan, o equivalente a R$ 72 em conversão direta de moeda.

Power bank de R$ 70 da Xiaomi também serve como aquecedor de mãos