Óculos inteligentes prometem impedir de procrastinar

1 min de leitura
Imagem de: Óculos inteligentes prometem impedir de procrastinar
Imagem: Auctify/Divulgação
Avatar do autor

A Auctify lançou um programa de financiamento coletivo para um par de óculos que combate distrações. Equipado com inteligência artificial e conectado a aplicativos do smartphone, o dispositivo promete manter sua atenção ao que é importante e produtivo através de relatórios e resumos sobre suas atividades.

Os óculos antiprocrastinação são equipados com câmeras habilitadas com inteligência artificial e técnicas de aprendizado de máquina para identificar o que você está olhando: um livro, outra pessoa, o celular ou qualquer tela. O vestível grava os dados e os reúne em um app em relatórios e gráficos detalhados.

a  Auctify/Divulgação 

Specs também será capaz de monitorar a atividade em tempo real e, se ativado no modo foco, notificará com sons e luzes para voltar a atenção para plataformas de trabalho e atividades específicas programadas no app. No celular, o usuário poderá escolher quais sites e plataformas utiliza para trabalho e otimizar a performance em horários pré-determinados.

Além da produtividade

A premissa é questionável, mas os Specs não se limitam à produtividade no dia a dia. Segundo o fundador da Auctify e CTO da companhia, Hisham El-Halabi, o dispositivo é pensado para lembrar de manter uma rotina saudável e diversificada, algo especialmente útil durante a quarentena.

Os óculos devem variar o foco de atenção para outras ações, como livros, atividade física e simples distrações. O vestível é capaz de sugerir reservar momentos para respirar fundo, tirar a atenção de textos e telas e, ironicamente, procrastinar.

Hoje, os óculos já bateram a meta flexível de US$ 10 mil, e a janela de lançamento foi determinada para dezembro deste ano. O valor mínimo de investimento para garantir os óculos Specs é de US$ 239, algo em torno de R$ 1.300 (sem impostos).

Óculos inteligentes prometem impedir de procrastinar