Anvisa aprova ECG e monitor de pressão em smartwatches Samsung

1 min de leitura
Imagem de: Anvisa aprova ECG e monitor de pressão em smartwatches Samsung
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a chegada do Monitor de Pressão Arterial Samsung (BP Monitor App) e do aplicativo de eletrocadiograma (Samsung Health Monitor – ECG APP) em relógios inteligentes da Samsung. Ambos devem funcionar naturalmente no Galaxy Watch 3, que logo será comercializado no Brasil, além do Galaxy Watch Active 2.

De acordo com a notícia da regulamentação publicada pela própria Anvisa, o monitor de pressão gera valores e gráficos sobre a pressão arterial sistólica e diastólica, assim como a taxa de pulso, usando um sensor na parte traseira do corpo do dispositivo. O eletrocardiograma (ECG) detecta possíveis arritmias cardíacas e é dividido em um sensor, que fica no relógio, e um componente no celular pareado.

Entretanto, a própria agência orienta que os softwares não são capazes de diagnosticar eventuais problemas de saúde, como hipertensão ou problemas cardíacos crônicos. Além disso, os resultados exibidos no relógio inteligente são considerados "similares" nem devem substituir tratamentos e exames tradicionais ou levar o usuário a alterar medicamentos caso esteja em tratamento.

Os sensores ficam localizados na parte de trás do dispositivo.Os sensores ficam localizados na parte de trás do dispositivo.Fonte:  Samsung 

Por enquanto, a Samsung ainda não divulgou o funcionamento e a disponibilidade dos recursos nos smartwatches da companhia. 

Primeiro do setor a ter a aprovação da Anvisa, o Apple Watch implementou o ECG no Brasil em julho de 2020 — e, ao redor do mundo, esse e outros recursos já têm um vasto histórico de salvamento de usuários.

Fontes

Anvisa aprova ECG e monitor de pressão em smartwatches Samsung