Zoom anuncia monitor com 3 câmeras para videoconferências

1 min de leitura
Imagem de: Zoom anuncia monitor com 3 câmeras para videoconferências
Imagem: Zoom/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O Zoom anunciou na quarta-feira (15) o lançamento do Zoom for Home, uma nova categoria que une software e hardware para trabalho remoto. O primeiro dispositivo da linha é o 'Zoom for Home - DTEN ME', em parceria com a DTEN. Trata-se de uma tela sensível ao toque de 27 polegadas, com custo de US$ 599, projetada para videoconferências.

Ele possui 8 microfones para captar áudio, além de três câmeras grande angulares para o vídeo com alcance total de 160º. A tela pode ser utilizada como quadro branco, para anotações e criação de ideias. Seu lançamento está previsto para agosto e é necessário ter uma licença 'Zoom Meeting' para usá-lo.

"Depois de experimentar o trabalho remoto nos últimos meses, ficou claro que precisávamos inovar em uma nova categoria dedicada aos trabalhadores remotos", disse Eric S. Yuan, CEO do Zoom.

Novo dispositivo da linha Zoom for Home.Novo dispositivo da linha Zoom for Home.Fonte:  Zoom/Reprodução 

A empresa destaca que ele é compatível com os outros aparelhos Zoom Rooms e outras soluções.

A tela do aparelho é de LED no formato 16:9 com resolução 1080p. Ele possui uma entrada HDMI, uma Ethernet LAN (RJ45) de 100 Mbps e pesa aproximadamente 6,5 kg. A conexão também pode ser feita via Wi-Fi de 2.5 Ghz e 5 GHz.

Trabalho (cada vez mais) remoto

Em comunicado, o Zoom destaca o lançamento como parte de uma solução para facilitar o trabalho remoto. Citando o futuro do trabalho e um estudo recente da IBM, a empresa destaca que o resultado será um híbrido de experiência virtual e pessoal.

O estudo, em si, aponta que 81% dos entrevistados desejam continuar trabalhar remotamente por mais algum tempo. Já 61% afirma que gostaria do home office como principal maneira de trabalhar.

O trabalho remoto ganhou mais evidência durante a crise do coronavírus (Sars-Cov-2), cujo distanciamento social é uma das medidas para evitar a proliferação da covid-19. Levantamento dos veículos Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL divulgado ontem (15) apontou que o Brasil registra 1.970.909 pessoas já infectadas. O total de mortes por covid-19 chegou a 75.523