Novo Snapdragon 690 é chip da Qualcomm para popularizar o 5G

1 min de leitura
Imagem de: Novo Snapdragon 690 é chip da Qualcomm para popularizar o 5G
Imagem: Qualcomm
Avatar do autor

A fabricante Qualcomm anunciou nesta terça-feira (16) um novo System-on-a-Chip (Soc) que deve ser utilizado em smartphones da metade mais popular dos intermediários — ou seja, os modelos quase de entrada, longe da categoria chamada de "intermediários Premium" que ganhou força há alguns anos. Trata-se do processador Snapdragon 690, que é o primeiro da "Snapdragon 6-Series" a suportar a conectividade móvel 5G. A ideia é possibilitar que aparelhos menos poderosos (e mais baratos) tenham acesso à internet de quinta geração.

O chip é um sucessor do Snapdragon 675, com um design renovado para as unidades gráficas e de processamento, o que significa um salto considerável de geração. Ele é octa-core, com dois núcleos maiores Kryo 560 (de 2 GHz) e quatro núcleos Cortex-A55. Ele ainda traz duas memórias LPDDR4X de 16 bits a até 1.866 MHz, suportando um máximo de 8 GB de RAM.

Já a GPU é a Adreno 619L, que melhora o processamento gráfico em 60% em relação ao Snapdragon 675. Em termos de telas, o máximo que ele aguenta é um display Full HD+ com taxa de atualização de 120 Hz. Por fim, o motor de Inteligência Artificial de 5ª Geração melhora a performance em geral do dispositivo.

Lançamento

De acordo com a Qualcomm, algumas empresas com modelos intermediários com foco na faixa de preço de US$ 300 serão as primeiras a aproveitar o processador. Estão inclusas na lista HMD Global (Nokia), Sharp, Wingtech, Motorola, TCL e LG. Fabricantes chinesas como Xiaomi e Realme foram deixadas de fora dessa primeira leva. Os primeiros dispositivos rodando o chip devem chegar ao mercado até o final de 2020.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Novo Snapdragon 690 é chip da Qualcomm para popularizar o 5G