Médicos usam Microsoft HoloLens para reduzir contágio da covid-19

1 min de leitura
Imagem de: Médicos usam Microsoft HoloLens para reduzir contágio da covid-19
Imagem: Microsoft
Avatar do autor

Os médicos de hospitais de Londres estão usando o Microsoft HoloLenspara reduzir o contato com pacientes infectados com o novo coronavírus. Isso tem sido possível porque o headset de realidade mista transmite a outros especialistas, em tempo real via computador, a visão do quadro clínico e outros detalhes de exames importantes.

Enquanto eles acompanham esses aspectos, um médico munido do equipamento, e próximo da pessoa em avaliação, também visualiza e manipula imagens 3D relacionadas ao tratamento. Esse compartilhamento de informações é possível porque o aparelho possui um software chamado Remote Assist, que funciona de modo integrado ao Microsoft Teams.

“Uma das coisas que você pode fazer, por exemplo, é uma digitalização ou obter uma imagem tirada do raio-x. Você pode reconstruí-lo em três dimensões e projetar isso como um holograma no campo operacional”, disse ao Business Insider James Kinross, cirurgião que usa o HoloLens há três anos.

Médicos acompanham em sala separada as transmissões do Microsoft HoloLens.Médicos acompanham em sala separada as transmissões do Microsoft HoloLens.Fonte:  Business Insider/Reprodução 

“Achamos que isso [o headset] foi bastante útil, pois, ao invés de enviarmos seis ou sete médicos do time para perto do paciente de covid-19, enviamos apenas um voluntário para manter os demais seguros”, completou.

O uso do Microsoft HoloLens ainda permite que o grupo isolado de profissionais se comunique com o colega próximo do paciente o tempo todo. O formato de trabalho ainda tem sido usado para treinar estudantes de medicina que ainda não podem frequentar as seções de enfermaria.

Uso de EPIs reduziu consideravelmente durante testes.Uso de EPIs reduziu consideravelmente durante testes.Fonte:  Business Insider/Reprodução 

Resultados positivos

Os hospitais londrinos constataram que, ao longo de quatro semanas de testes com o headset, houve a redução de 80% do contato de médicos com pessoas infectadas. O cirurgião James Kinross também relatou ao Business Insider a diminuição da necessidade de movimentação e uso de algumas EPIs dentro do hospital.

Por exemplo, economizou-se cerca de 700 peças de roupas especiais por semana por ala. Também deixou de ser necessário recorrer a um computador para visualizar o resultado de um exame e outros dados importantes.

Kinross ressaltou ao veículo que os robôs terão um papel relevante no futuro da medicina, contudo, o Microsoft HoloLens traz a vantagem de não substituir a interação humana na rotina de trabalho. “Com essas tecnologias, você ainda pode segurar a mão de alguém e ainda pode olhá-lo nos olhos quando estiver realmente doente”, refletiu.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Médicos usam Microsoft HoloLens para reduzir contágio da covid-19