Eletrocardiograma para Apple Watch é finalmente aprovado no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Eletrocardiograma para Apple Watch é finalmente aprovado no Brasil
Imagem: Apple
Avatar do autor

Um aguardado recurso de usuários do Apple Watch pode finalmente ser liberado no Brasil. Trata-se da função de eletrocardiograma (ECG), que permite um acompanhamento ainda mais preciso da saúde do usuário, otimizando sensores como de batimentos cardíacos e detecção de eventuais arritmias.

Segundo o site MacMagazine, o registro para liberação do ECG no país deve ser liberado nesta segunda-feira (25) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é o órgão responsável por analisar o serviço. A documentação teria sido enviada pela Apple no início de maio deste ano, mas o processo foi mais rápido do que o esperado porque a companhia garantiu "uma documentação bem completa".

A aposta da página é que, seguindo tendências de outros países, a aprovação venha com uma atualização no sistema operacional watchOS. Isso pode acontecer tanto em uma versão fracionada, como a 6.2.6, como só na 6.3, que ainda nem entrou na fase Beta.

Longo caminho

Em dezembro de 2019, a marca já havia se reunido com a Anvisa para obter mais detalhes sobre o que seria necessário para obter a aprovação. A função existe desde 2018, quando estreou no Apple Watch 4.

Os smartwatches da Apple estão cada vez mais consolidados como acessórios da área da saúde. Um usuário brasileiro recentemente compartilhou uma situação em que o relógio inteligente o ajudou a descobrir uma taquicardia — isso ainda sem o eletrocardiograma ativado.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Eletrocardiograma para Apple Watch é finalmente aprovado no Brasil