Vale a pena ter TV a cabo em 2020?

3 min de leitura
Imagem de: Vale a pena ter TV a cabo em 2020?
Imagem: Shutterstock
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Os hábitos do brasileiro diante da televisão mudaram muito nos últimos anos. Com a chegada dos serviços de streaming, como Netflix, HBO Go e Amazon Prime Video (benefício do Amazon Prime), muitos são aqueles que trocaram a TV convencional por streamings de filmes e séries. Além disso, novos dispositivos surgiram para facilitar o consumo de conteúdos por streaming, como o Chromecast e a smart TV box.

Com todas essas novidades, será que ainda vale a pena manter uma TV a cabo? Neste artigo, vamos discutir exatamente essa questão: em que situações ainda compensa ter uma assinatura de canais pagos diante das opções concorrentes que temos?

Cupom AliExpress: 15% de Desconto no site:

Imagem: Cupom de Desconto AliExpress
Imagem: Tecmundo Recomenda

Cupom de Desconto AliExpress

15% de desconto em todo o site. Aproveite!

Quais são as minhas opções?

Quais são as minhas opções?Quais são as minhas opções?Fonte:  Shutterstock 

Temos basicamente três opções disponíveis: TV aberta, TV fechada (ou TV por assinatura, os chamados canais pagos) e os serviços de streaming.

A TV aberta é aquela disponível gratuitamente para todos que possuem uma televisão com receptor de sinal digital (externo ou interno). Nessa opção, estão disponíveis os canais convencionais brasileiros, como SBT, Globo, Bandeirantes, Record, entre outras e suas afiliadas.

A TV fechada, além de oferecer os canais da TV aberta, disponibilizam canais exclusivos que não são gratuitos, e por isso deve ser pago uma mensalidade para poder assisti-los. Geralmente funciona através de uma antena parabólica especial, ou por satélite, e um cabo ligado a um decodificador. O valor mensal pode variar bastante, sendo que as opções mais baratas e com conteúdos relevantes começam custando a partir de R$ 100,00.

Já os serviços de streaming são aqueles oferecidos pela internet, oferecendo filmes, séries e outros conteúdos sob demanda. Os mais conhecidos são: Netflix, Crackle, Telecine Play, Amazon Prime Video, HBO Go, Google Play, Apple TV+, Crunchyroll e YouTube. Em média, os serviços de streaming custam entre R$ 10,00 e R$ 30,00.

Qual é a melhor opção para mim?

Qual é a melhor opção para mim?Qual é a melhor opção para mim?Fonte:  Shutterstock 

A resposta não poderia ser diferente: depende.

Depende do tipo de conteúdo que você consome diariamente, do valor que você está disposto a pagar por mês, do gosto das outras pessoas que convivem com você. Por isso, separamos alguns cenários para os quais cada uma das opções pode ser indicada.

Moro sozinho(a) e não posso gastar muito

Se esse for o seu caso, a melhor alternativa com certeza são os serviços de streaming, como Netflix, Amazon Prime Video e HBO Go. Juntamente com os canais de TV aberta, você já terá uma grande variedade de conteúdos para consumir, pode assistir filmes e séries ou até os telejornais e outros materiais produzidos nos canais brasileiros.

Sou casado(a), não temos filhos e assistimos muitas séries e filmes

Esse é o caso clássico em que os serviços de streaming são mais do que indicados. Eles são baratos e oferecem uma quantidade de conteúdo bastante variada, agradando diversos públicos diferentes.

Tenho uma família grande com muitas crianças

A presença de crianças começa a justificar a assinatura de um TV por assinatura. Afinal, os canais pagos costumam oferecer opções que os pequenos gostam muito. Alguns serviços de streaming não disponibilizam tantos conteúdos para crianças, enquanto outros já trabalham com esse tipo de material. Porém, uma TV a cabo pode atender tanto adultos como crianças.

Gosto de canais de assuntos específicos

Essa é a situação na qual os canais da TV por assinatura passam a ser praticamente obrigatórios. Afinal, é somente nessa opção que podemos encontrar alguns programas de culinária, reality shows, esporte, cultura, notícias, música e entretenimento. Se você não abre mão desses canais, não tem alternativa se não assinar a TV a cabo.

Não posso gastar absolutamente nada

Se o orçamento está apertadíssimo, a TV por assinatura passa longe de ser uma opção. Até mesmo serviços de streaming pagos devem ser desconsiderados e somente as opções gratuitas (como a TV aberta e streaming gratuitos) restam como alternativas.

Sugestões que valem a pena investir

Para te ajudar a tomar essa decisão, apresentamos algumas ofertas interessantes logo abaixo:

Amazon Prime (30 dias grátis)

Imagem: Amazon prime
Imagem: Tecmundo Recomenda

Amazon prime

Quer frete grátis, streaming de filmes e séries, músicas, plataforma de jogo e muito mais? Assine Amazon Prime e comece já a aproveitar esses benefícios! Depois são R$ 9,99/ mês!

Serviço de assinatura da Amazon que oferece uma série de benefícios, como entrega grátis para uma grande variedade de produtos, acesso ao Prime Video - para assistir séries e filmes - e Prime Music, além de outras regalias para os assinantes.

Chromecast Google 3, Full HD

Imagem: Google Chromecast 3, Full HD
Imagem: Tecmundo Recomenda

Google Chromecast 3, Full HD

O dispositivo de transmissão multimídia da Google que funciona em qualquer TV ou monitor com entrada HDMI. Nada melhor para você espalhar a tela do seu smartphone ou o seus conteúdos.

Dispositivo que transforma uma televisão convencional em uma smart TV. Dessa forma, é possível transmitir conteúdo do smartphone ou do computador diretamente para a televisão.

Smart TV Box Aquário, 8 GB, 4K

18% off
Imagem: Smart TV Box, Aquario
Imagem: Tecmundo Recomenda

Smart TV Box, Aquario

Tenha acesso a internet,  aplicativos de streaming, filmes, séries e muitas outras funções com o TV Box Aquario. O modelo vem com uma versão Android customizada e transmite imagens em 4K.

R$ 242,80

Outro aparelho que torna a TV um dispositivo smart, porém com uma variedade maior de opções e controle de conteúdo. Uma boa opção para instalar na televisão da sala caso ela não seja uma smart TV.

Vale a pena ter TV a cabo em 2020?