AMD lança processadores móveis Ryzen 4000; CPU e iGPU em 7nm

1 min de leitura
Imagem de: AMD lança processadores móveis Ryzen 4000; CPU e iGPU em 7nm
Avatar do autor

Nesta segunda-feira (16), a AMD anunciou a disponibilidade de suas novas APUs da linha Ryzen 4000, para notebooks. Esses chips móveis baseados na arquitetura Zen2 são os primeiros do mundo a contar com um processador principal e o chip gráfico fabricados em 7 nanômetros. A linha Ryzen 4000 apresenta três séries de chips: a H e a HS, para alta performance, e a U, para eficiência energética.

Os novos chips receberam o codinome Renoir, e são os sucessores dos processadores lançados em 2019, chamados de Picasso.

Com CPU e iGPU fabricados em 7 nm, a AMD pôde aproveitar a evolução no processo de fabricação para elevar o desempenho de ambos os chips, sem sacrificar o consumo de energia.

Ryzen 4000: Séries H e HS.Ryzen 4000: Séries H e HS.Fonte:  AMD 

O processador topo de linha é o Ryzen 9 4900H, que tem 8 núcleos, 16 threads, clock base e turbo de 3,3 Ghz e 4,4 Ghz, 8 núcleos de GPU e TDP de 45 W. Já o chip mais econômico é o Ryzen 3 4300U, com 4 núcleos, 4 threads, clock base e turbo de 2,7 GHz e 3,7 GHz, 5 núcleos de GPU e TDP mínimo de 15 W.

CPUs móveis Ryzen 4000: características

Algumas das características dos chips móveis Ryzen 4000 incluem o aumento de 25% no IPC, em relação aos processadores da geração anterior, além de o dobro de eficiência energética e alternância dos estados de desempenho/energia cinco vezes mais rápido. Além disso, ainda temos os avanços dos chips gráficos integrados.

Ryzen 4000: Série U.Ryzen 4000: Série U.Fonte:  AMD 


Desempenho e eficiência energética

Os processadores móveis Ryzen 4000 receberam inúmeras otimizações com relação aos esquemas de energia, que regulam a quantidade de potência do chip que será alocada para executar determinada tarefa.

Por isso, além das otimizações da nova arquitetura, os novos chips também se beneficiam de uma melhor agilidade ao entrar e sair do modo descanso, detectar períodos de inatividade e retornar ao modo de alto desempenho.

Os primeiros notebooks equipados com os chips Ryzen 4000 estão disponíveis em pré-venda a partir de hoje (16), nos EUA. Só a partir das próximas semanas esses dispositivos chegarão em outros países, incluindo o Brasil.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
AMD lança processadores móveis Ryzen 4000; CPU e iGPU em 7nm