Apple domina: Time elege os 10 melhores gadgets da década

3 min de leitura
Imagem de: Apple domina: Time elege os 10 melhores gadgets da década
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A revista norte-americana Time elegeu os 10 melhores gadgets da década de 2010, com base no impacto que esses dispositivos trouxeram para a vida das pessoas em diversos segmentos. “Cada gadget conta a história de uma nova maneira de pensar, uma mudança de paradigma que altera a maneira como abordamos a tecnologia pessoal com a qual interagimos diariamente”, diz o veículo.

Dessa forma, a Apple dominou a lista, com o maior número de menções devido a três produtos: iPad, Apple Watch e AirPods. Já os demais dispositivos são criações de gigantes, como: Google, Amazon, Microsoft, Tesla, Nintendo e DJI. Veja os selecionados.

iPad (2010)

(Fonte: Apple/Divulgação)

O iPad foi descrito pela Time como um aparelho que deu o “tom para a próxima década de dispositivos portáteis”. A revista ainda ressaltou seu design sem teclas físicas, ampla seleção de apps e avanço em termos de hardware — abrindo portas para consumo de entretenimento digital — como inovações da Maçã no segmento de tablets.

Tesla Model S (2012)

(Fonte: Flickr)

Apesar de não ser necessariamente um gadget, o Tesla Model S recebeu atenção na lista, por trazer atualizações e apps próprios, a partir de uma tela sensível ao toque e recursos avançados de piloto automático. Além disso, a revista ressaltou o uso de energia alternativa no carro, ao apresentá-lo como “o sedã elétrico (que) reformulou lentamente a trajetória da indústria automotiva, forçando concorrentes a abraçar um futuro movido à bateria”.

Raspberry Pi (2012)

(Fonte: Wikipedia)

O computador compacto e de baixo custo que já vendeu mais de 25 milhões de unidades foi indicado por sua versatilidade em projetos tecnológicos. “Você pode usá-lo para aprender a codificar, mas também pode usá-lo em tudo, desde robótica e automação residencial até entretenimento”, disse o site. O equipamento também foi apontado como “um vibrante ecossistema de faça você mesmo” e acessório ideal para engenheiros.

Google Chromecast (2013)

(Fonte: Wikipedia)

O Chromecast está entre os gadgets mais importantes desta década, para a Time, especialmente por ter simplificado a transmissão de conteúdo por meio de vários aparelhos — celular, notebook, tablet, etc. Nesse sentido, o site ainda ressaltou o fato de o dispositivo da Google ter se tornado popular por seu preço acessível, oferecendo a quem não tem condições de comprar uma smart TV a possibilidade de acessar os principais serviços de streaming.

DJI Phantom (2013)

(Fonte: Wikipedia)

O drone da DJI figurou na seleção como um veículo de captura de imagens indicado para iniciantes, além de “ferramenta satisfatória para fotografias aéreas”. O aparelho também foi lembrado por seu design exclusivo e alta popularidade no YouTube.

Amazon Echo (2014)

(Fonte: Wikipedia)

O Amazon Echo em conjunto com a assistente Alexa foram apontados por terem aberto caminhos para gerenciamento de aparelhos domésticos inteligentes do futuro. Com 100 milhões de alto-falantes vendidos, o gadget ainda ganhou destaque por facilitar a comunicação remota "com familiares e amigos".

Apple Watch (2015)

(Fonte: Apple/Divulgação)

Já o Apple Watch, foi mencionado como “o padrão para o que um relógio inteligente deveria ser”, em especial por causa de seu desempenho e inclusão de recursos para a área de saúde, os quais permitem “mantê-la nos trilhos” diariamente.

AirPods (2016)

(Fonte: Apple/Divulgação)

O AirPods foi escolhido no influente veículo por ser um “modelo de ouro de fones de ouvido totalmente sem fios”. O dispositivo também foi destacado por seu software, hardware, apelo estético e impacto cultural — apesar de ser um produto de status —, principalmente nas redes sociais.

Nintendo Switch (2017)

(Fonte: Wikipedia)

O dispositivo da Nintendo integrou o top 10, devido ao seu formato híbrido, que combina a portabilidade dos smartphones — ou do nostálgico Game Boy — com os consoles tradicionais, permitindo a jogabilidade com ou sem transmissão em uma TV. Além disso, foi celebrado por ter uma ampla biblioteca de sucesso com “títulos independentes e antigos”.

Xbox Adaptative Controller (2018)

(Fonte: Wikipedia)

Por falar em games, a Time colocou o controle especial da Microsoft como um dos mais importantes equipamentos da década, ao ser “projetado para acomodar um subconjunto de jogadores ignorado pela indústria de games há muito tempo”. O dispositivo para pessoas com mobilidade limitada também foi reverenciado por seu design elegante, com funções e botões otimizados.

Apple domina: Time elege os 10 melhores gadgets da década