Menor câmera do mundo poderá fotografar capilares sanguíneos

1 min de leitura
Imagem de: Menor câmera do mundo poderá fotografar capilares sanguíneos
Avatar do autor

A miniaturização parece ser o caminho da tecnologia: cubesats, microchips, mininaves – e, agora, chegamos à menor câmera do mundo, recordista do Livro Guinness. A invenção é da OmniVision Technology, uma empresa que projeta e desenvolve tecnologias em imagem digital.

O OVM6948 (na verdade, um sensor de imagem) é parte do módulo CameraCubeChip OVM6948, que tem como medidas 0,65 mm x 0,65 mm, com uma altura de 1,158 mm. Seu uso prático deverá ser na medicina, nos campos da cardiologia, neurologia, oftalmologia, artriscopia, torrinolaringologia, urologia e ginecologia.

A CameraCubeChip OVM6948 é menor que um grão de pimenta. (Fonte: OmniVision/Divulgação)

Sua resolução é de 200 x 200, ou 40 KPixel. O módulo da câmera possui abertura de visão de 120 graus, proporcionando uma profundidade de campo de 3 a 30 mm e captura de vídeo de até 30 quadros por segundo.

Menor câmera do mundo fotografando capilares

“A câmera pode ser usada em fios-guia, cateteres e endoscópios descartáveis, cujo uso está aumentando porque, com eles, é possível reduzir riscos de contaminação cruzada, além de não precisarem ser consertados ou esterilizados”, explica o diretor de marketing da OmniVision, Aaron Chiang.

Fotos de alta qualidade dentro de vasos sanguíneos, por exemplo, podem se tornar corriqueiras. O OmniVision OV6948 produz imagens coloridas de 40 mil pixels usando iluminação traseira e filtro RGB Bayer. Cada photosite mede apenas 1,75 µm de diâmetro – o sensor captura imagens a 30fps. As imagens podem ser transmitidas a até quatro metros de distância.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Menor câmera do mundo poderá fotografar capilares sanguíneos