Microsoft e Intel trabalham juntas para criar notebooks com telas dobráveis

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft e Intel trabalham juntas para criar notebooks com telas dobráveis
Avatar do autor

O mercado de notebooks deve em um futuro próximo ser balançado por uma novidade tecnológica: laptops com tela dobrável — ou seja, formados por uma única "peça" que pode ser dividida ao meio, com a parte inferior sendo normalmente dedicada ao teclado e a superior agindo como um display tradicional.

Apesar de ainda estar no campo da promessa, a evolução já está ao menos na etapa de planejamento. Segundo o jornal DigiTimes, Intel e Microsoft estariam atuando juntas para definir os padrões de design, fabricação e funcionamento de lapops com duas telas e que pode ser dobrado ao meio.

Por enquanto, não há qualquer prazo ou detalhes sobre essas reuniões, mas é possível que as companhias estejam conversando sobre qual versões do Windows serão utilizadas, os processadores compatíveis e como será a navegação em um painel sensível ao toque.

Há ainda uma questão mercadológica importante: notebooks e seus componentes estão na lista de produtos chineses que serão tarifados na guerra comercial entre o país e os EUA, o que pode atrasar os planos das companhias ou, no mínimo, fazer com que elas partam em busca de outras parceiras e fornecedoras.

Muita calma nessa hora

Em maio, a Intel afirmou que notebooks com tela dobrável levariam dois anos para aparecer, o que significa que esses planos só devem ser colocados na prática em 2021. Por enquanto, só a Lenovo apresentou um modelo nesse padrão, o ThinkPad X1, que deve sair no ano que vem.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Microsoft e Intel trabalham juntas para criar notebooks com telas dobráveis