Galaxy Book S deve vir com Windows 10 e chip ARM

1 min de leitura
Imagem de: Galaxy Book S deve vir com Windows 10 e chip ARM
Fonte: Samsung/Divulgação
Avatar do autor

O novo Galaxy Book S será, ao que tudo indica, um sucessor direto do Galaxy Book 2, lançado em outubro do ano passado. A certificação Bluetooth e as informações reveladas pela Geekbench confirmam que esse novo dispositivo deverá contar com um processador octa-core, 8 GB de memória e Bluetooth v5.0. Ele rodará o Windows 10 Home (32-bit) com chip de arquitetura ARM.

Galaxy Space - Geekbench

As performances single-core (2.011 pontos) e multi-core (6.047 pontos) sugerem que o processador desse novo aparelho seja o Snapdragon 855. Como seu antecessor, o esperado é que esse seja um modelo 2-in-1 always-connected PC (um híbrido de tablet com notebook que desperta rapidamente, tal qual um smartphone).

A Qualcomm revelou recentemente que o chip Snapdragon 8cx será utilizado nos próximos lançamentos dos modelos always-connected PCs; dessa forma, se rodar com Snapdragon, podemos esperar um dispositvo de alto desempenho e bateria duradoura.

Bluetooth SIG

Estima-se ainda que o portátil conte com uma tela super AMOLED sensível ao toque, uma caneta do tipo S Pen, um teclado destacável e conectividade 4G LTE. O nome do lançamento, confirmado através da conta Twitter de Evan Blass na quarta-feira (24), deverá Samsung Galaxy Book S.

Arquitetura ARM

A ideia dessa tecnologia é oferecer computadores que estejam sempre conectados. Os chips da Qualcomm já disponibilizam uma conexão constante com as redes móveis, para os aparelhos celulares; a ARM quer manter essa mesma estabilidade com seu sistema operacional, permitindo que seu notebook fique sempre conectado a uma rede WiFi ou móvel.

Com algumas limitações, os usuários do Windows em ARM poderão ter dificuldades em relação a alguns programas e aplicativos. Essas limitações devem ser rompidas ao longo do desenvolvimento e aperfeiçoamento da nova plataforma. O foco das máquinas desenvolvidas com chip ARM são conexão constante à internet, otimização em velocidade, eficiência e segurança de trabalhos e projetos, redução do custo de produção e, principalmente, bateria de longa duração.

A Samsung ainda não se pronunciou sobre o lançamento do seu novo Galaxy Book.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Galaxy Book S deve vir com Windows 10 e chip ARM