Lenovo registra patente de notebook dobrável em três partes e resistente

1 min de leitura
Imagem de: Lenovo registra patente de notebook dobrável em três partes e resistente
Avatar do autor

A fabricante chinesa Lenovo está mesmo empenhada em virar referência no ainda não existente setor de notebooks dobráveis. Além de anunciar o primeiro modelo da área, que só deve sair em 2020, ela agora registrou duas patentes nos Estados Unidos para futuros dispositivos que são ainda melhores e cobrem alguns eventuais defeitos da primeira geração.

Segundo o Windows Latest, a primeira patente é um método de "troca de modos" que permite ao dispositivo ser dobrado em múltiplas formas. Há um segmento principal que, a partir de duas dobradiças, é conectado a mais dois pedaços menores. Na prática, isso deve permitir o uso de um teclado virtual de diferentes tamanhos ou até para deixar o aparelho com uma base para você assistir a conteúdos nele.

Fonte da imagem: Reprodução/USPTO

Já a segunda patente é mais simples de ser entendida. Ela é sobre outro dispositivo dobrável, desta vez mais tradicional: um único painel fechado pela metade em forma de concha. A novidade é um mecanismo que permite ao aparelho sofrer danos sem trincar o display.

Fonte da imagem: Reprodução/USPTO

De acordo com a descrição e o desenho, a fina camada da tela dobrável tem logo abaixo uma placa protetora do chassi e um mecanismo que absorve impactos, além de outra superfície também flexível, que se molda de acordo com a batida para evitar a quebra do painel na hora do movimento.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Lenovo registra patente de notebook dobrável em três partes e resistente