Sucesso de vendas: Mi 9 some das prateleiras chinesas em apenas 53 segundos

1 min de leitura
Imagem de: Sucesso de vendas: Mi 9 some das prateleiras chinesas em apenas 53 segundos
Avatar do autor

O novo flagship da Xiaomi, o Mi 9, já vinha se destacando antes mesmo de seu anúncio, na quarta-feira passada (20), e de sua apresentação oficial no Mobile World Congress (MWC) 2019, em Barcelona. As especificações de ponta com preços mais atraentes são as principais razões pelas quais o site JD.com registrou milhares de pedidos de reserva na pré-venda, em apenas 24 horas.

Ainda é possível realizar cadastro para reserva na pré-venda ou encomendar na Europa

Agora, a companhia comemora números ainda mais impressionantes: seu primeiro estoque de vendas durou apenas 53 segundos, tanto nas lojas Mi Home quanto em outras de varejo em toda a China. Os clientes seguem podendo realizar o cadastro para entrar na fila do JD.com ou no Mi.com — e é possível também encomendar o Mi 9 na Espanha, na Itália e na França, onde deve chegar a variante de 6 GB de RAM com 64 GB de armazenamento interno.

A Xiaomi confirmou o feito via rede social Weibo:

xiaomi mi 9Fonte: Xiaomi

A própria direção da empresa, que havia prometido um estoque suficiente, desculpou-se pelo rápido esgotamento e já marcou a próxima flash sale para o dia 5 de março — quando a oferta deve ser maior, pois essa demanda teria aumentado o ritmo de produção.

O Mi 9 de 6 GB/128 GB sai por US$ 448 (R$ 1.681 na conversão direta) e o de 8 GB/128 GB, US$ 493 (R$ 1.852). Vale lembrar que o modelo mais “barateza” Mi 9 SE e o turbinado Explorer Edition estarão disponíveis para compra somente após a sexta-feira, dia 1º de março.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Sucesso de vendas: Mi 9 some das prateleiras chinesas em apenas 53 segundos