Snapdragon 855 é quase 50% mais potente que seu antecessor

1 min de leitura
Imagem de: Snapdragon 855 é quase 50% mais potente que seu antecessor
Avatar do autor

A partir do dia 15/01, os sites de tecnologia pelo mundo afora começaram a divulgar seus testes e benchmarks com o novo processador da Qualcomm, o Snapdragon 855, que vai equipar a maioria dos celulares topo de linha neste ano de 2019.

A Qualcomm apresentou o 855 no ano passado (2018), como uma estrondosa evolução em relação ao 845. De acordo com a empresa, o ganho em performance geral chegaria a 45 por cento sobre o antecessor.

Agora, a promessa foi cumprida. Os resultados atuais, gerados a partir de um modelo de smartphone comum, sem otimizações, mostraram que, enfim, os smartphones desta próxima geração podem apresentar ganhos incríveis de performance.

Obviamente, benchmarks não são a forma vai precisa de medir a diferença de performance entre smartphones, ainda mais quando comparamos Android com iPhone ou dois Android de marcas diferentes. Android e iOS se comportam de forma distinta. Dois Android de marcas e interfaces gráficas diferentes também vão apresentar variação de comportamento e desempenho ao abrir e reabrir aplicativos.

Entretanto, os resultados podem ser bem precisos e representar o mundo real com fidelidade, se pegarmos dois aparelhos com o Android puro para fazer os testes.

O Android Central comparou o modelo cedido pela Qualcomm, com Snapdragon 855, com o Pixel 3, que usa um Snapdragon 845. No Antutu 7.1.1, o ganho de desempenho geral foi de 52 por cento, e de 74 por cento somente na pontuação de CPU. No Geekbench, os ganhos do 855 sobre o 845 foram de 49 por cento em single core, e de 42 por cento em multicore.

No final, os testes realizados pelos sites demonstraram que o Snapdragon 855 oferece mesmo em torno de 45 por cento de poder bruto sobre a CPU da geração anterior, bem como a Qualcomm havia prometido no ano passado.

Em parte, isso se deve ao fato de o 845 não ter sido um avanço tão grande em relação ao seu antecessor. Talvez, naquela época, a companhia não tivesse conseguido alinhar muito bem o aumento de performance com o consumo de bateria, tendo optado por uma CPU não tão mais poderosa, a fim de que ela não consumisse mais que o normal. Já o Snapdragon 855 vem com potência suficiente para suportar novos sensores, rede 5G e ainda trará uma GPU mais poderosa.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Snapdragon 855 é quase 50% mais potente que seu antecessor