Seagate revelou nesta segunda-feira (04) o primeiro disco rígido de 16 TB, em um drive de apenas 3,5 polegadas. A novidade foi montada com a exclusiva tecnologia magnética assistida por calor (HAMR) e tem como foco os clientes corporativos, para que empresas possam usar os HDDs como solução de armazenamento local.

A versão de pré-lançamento do Exos foi usada em testes em ambientes institucionais e todos foram bem-sucedidos, especialmente com relação ao plug-and-play. Isso é importante porque assim os grupos não precisarão fazer alterações na arquitetura de seus data centers ou sistemas para aderir aos novos produtos.

A Seagate já adiantou que possui capacidade para ampliar a quantidade de memória e espera oferecer um HDD de 20 TB em 2020.

Como funciona a tecnologia HAMR

Ao ler o início da matéria, você deve ter se perguntado: “mas como funciona essa nova tecnologia que permite a criação de um disco rígido com tanta memória e desempenho em um gadget tão pequeno?” Bem, o HAMR utiliza um novo tipo de tecnologia de mídia magnética em cada disco. Isso permite que os bits de dados fiquem menores e mais densamente empacotados do que nunca, permanecendo magneticamente estáveis.

Nos testes realizados com a tecnologia HAMR no ano passado, o HDD ainda não mantinha a performance a longo prazo

Um pequeno diodo laser ligado a cada cabeça de leitura/gravação aquece um pequeno ponto no disco e isso permite que ela inverta a polaridade magnética de cada bit estável, para gravar dados. Nos primeiros testes, realizados no ano passado, esses componentes ainda não se encaixavam no padrão de confiabilidade imposto pela indústria, principalmente porque não mantinham a performance ao longo de sua vida útil.

Agora, porém, a companhia teria chegado ao nível de produto. Provavelmente veremos o HAMR em nova versões do Exos e em drives para o consumidor final muito em breve. Ainda não há previsão de quando ele chegará às empresas ou ao público e nem mesmo qual é o preço.