A recém-lançada placa de vídeo Radeon RX 590, escolhida da AMD para oferecer a melhor experiência em jogos recentes, rodando com qualidade máxima e em Full HD, ganhou sua versão ROG Strix, da ASUS.

A linha ROG Strix é conhecida por apresentar, ao menos em teoria, uma qualidade superior do produto, devido ao processo de fabricação mais refinado, além de tecnologia de ponta em refrigeração e extras na parte visual.

As características da ROG Strix

A ROG Strix traz um clock boost de 1565 MHz (OC Mode). É um aumento bem pequeno comparado ao do modelo de referência, que é de 1545 MHz. Apesar disso, é possível que a construção da placa ofereça desempenho extra, o que só poderemos saber através de testes.

De acordo com a ASUS, a ROG Strix é produzida usando a tecnologia Auto-Extreme, em que o processo de fabricação é automatizado de tal forma que todas as soldagens são realizadas num único passo. Isso promove uma melhor eficiência térmica à placa, além de resultar em um menor impacto ao meio ambiente. No caso da RX 590, ela ainda recebeu uma estrutura de metal com blocos térmicos, para proteger o PCB de torções e melhorar a refrigeração.

Ainda no quesito refrigeração, a placa possui três ventoinhas Wing-blade, que dão maior pressão estática aos dissipadores que as axiais comuns, e ainda são resistentes à poeira (certificação IP5X). A tecnologia MaxContact ocasiona duas vezes mais contato entre a base do dissipador e o chip gráfico, o que torna a dissipação de calor mais eficaz.

A RX 590 ROG Strix usa reguladores de voltagem de sete fases, bobinas premium e capacitores de polímero sólido. Esse modelo requer fonte de 500 W.

Ela ainda dispõe de iluminação RGB ao redor das ventoinhas e um backplate.

A disponibilidade da placa é imediata e, embora a ASUS não tenha se pronunciado a respeito de preço, é esperado que ela custe em torno de US$ 300.