Os robôs faxineiros Roomba já estão por aí há algum tempo, mas umas das reclamações recorrentes sobre seu uso é que o esvaziamento de sua lixeira tomava um tempo precioso de seus donos. Agora, sua versão i7+ parece ter resolvido esse problema e traz algumas funcionalidades muito bem-vindas para a limpeza automática.

A atualização substitui o Roomba 980 e conta com a chamada Clean Base Automatic Dire Disposing, que é um depósito vertical compacto capaz de armazenar até 30 bandejas de lixo do aparelho. Ou seja, toda vez que o gadget identificar que está carregado, ele vai lá sozinho e se posiciona de forma que a base aspire toda sua poeira e pequenos detritos. Isso garante alguns meses sem que você tenha que se preocupar com a remoção da sujeira e depois que a bolsa removível fica cheia é só trocar e jogar fora — ela mesma fica bem visível para que você note que isso precisa ser feito.

Outra grande novidade do assistente eletrônico é o sistema Imprint Smart Mapping, que memoriza até 10 diferentes tipos de sucção de pisos. O autômato precisa entre duas e cinco faxinas para decorar o que precisa ser feito em capa espaço e depois disso ele pode “lembrar” de cada cantinho, que pode ser batizado com seus nomes — quarto, sala, cozinha, banheiro, etc. O Roomba i7+ também pode ser controlado pela Google Assistente ou pela Amazon Alexa e é possível até mesmo demarcar uma “área restrita”, a exemplo de algum lugar que esteja cheio de fios, por exemplo.

A limpeza é feita por duas escovas de borracha combinadas com um filtro de alta eficiência e novo design separa a bateria com o reservatório para que você possa lavá-lo mais facilmente. Além disso, os ruídos diminuíram em comparação com as outras versões e seu tamanho foi testado para que ele possa transitar facilmente por baixo da maioria dos móveis.

As vendas devem começar na próxima semana, no dia 12, nos Estados Unidos, com o conjunto robô e estação de armazenamento a US$ 949 (R$ 3,9 mil na conversão direta). O aspirador inteligente sozinho sai por US$ 699 (R$ 2,9 mil) e a base de depósito separada custa US$ 299 (R$ 1,23 mil).