Analistas especialistas da área afirmaram que é muito provável que a tailandesa TSMC continue sendo o fornecedor exclusivo dos chips A13 que vão aparecer nos futuros iPhones do ano que vem. A empresa tem contrato de exclusividade com a Apple desde 2016, tendo fornecido os processadores A10 Fusion para os iPhones 77 Plus e o A11 Bionic que vieram com os iPhones 88 Plus e X.

A companhia vem refinando seu processo de fabricação durante esses anos, diminuindo o tamanho de seus chips gradualmente

“Enquanto a TSMC permanecer oferecendo algo novo e de ponta todos os anos e continuar se saindo bem no rendimento, posso ver a Apple continuando a ser a única fonte de fundição da TSMC por muitos anos”, disse Brett Simpson, analista da Arete Research. No ano atual, a empresa já vai fabricar sozinha os chips A12 da geração 2018 do iPhone.

Chegando na frente

A exclusividade obtida pela TSMC se dá devido às ofertas superiores da empresa em comparação com algumas concorrentes, como a Intel e a própria Samsung, de quem tomou a posição de fornecedor exclusivo da Apple há alguns anos. A companhia vem refinando seu processo de fabricação durante esses anos, diminuindo o tamanho de seus chips gradualmente. O A10 tinha 16 nm, o A11, 10 nm e o A12, que será lançado em breve, provavelmente será de 7 nm.

Já o A13 vai ser provavelmente um chip de 7 nm com extrema litografia ultravioleta (EUV) e tem previsão de início de produção em grande quantidade no segundo trimestre de 2019, justamente a tempo do lançamento da geração de iPhones de 2019.

Cupons de desconto TecMundo: