E aí, galera. Só nos computer? Hoje, eu estou escrevendo este review diretamente da Alemanha, pois eu recebi um convite especial para acompanhar um anúncio importante da NVIDIA (descubra hoje mesmo o que é este novidade aqui no TecMundo).

Pois bem, além dessa jornada internacional, você  que acompanha o canal The Hardware Show já sabe que, apesar de a gente trazer alguns reviews em vídeo, com a enorme quantidade de produtos (e eu estou falando de uma dezena da itens na fila) que chegam para teste na nossa bancada, fica difícil mostrar tudo em vídeo.

Desta vez, eu tenho o prazer de apresentar a placa-mãe ASUS TUF B450M-PLUS Gaming - pois é, mês passado foi uma placa com chipset Intel, então agora vamos de uma para plataforma AMD. Esta é a primeira placa-mãe que eu recebi com o chipset AMD B450, o que deixa espaço para a gente falar um bocado tanto da placa quanto desse novo item por parte da AMD.

É bem possível que você já conheça a linha TUF, afinal há vários modelos disponíveis no Brasil. Todavia, para quem não conhece, eu também dou alguns detalhes que diferenciam esta placa de outras das séries Strix ou ROG. Acompanhe abaixo as especificações da TUF B450M-PLUS Gaming e, na sequência, veja os resultados dos testes com esta placa econômica, mas um bocado poderosa.

Especificações

Especificações TUF B450M PLUS

Placa de entrada, mas encorpada

Bom, quando eu testei a TUF H310, eu comentei sobre a simplicidade do projeto em questão, sendo aquela uma placa muito básica, porém ainda bastante resistente. Agora, com a TUF B450M, a gente tem aqui uma peça ainda durável, mas ainda mais interessante em questão de visual.

Curiosamente, o recorte do PCB não existe nessa placa, sendo que ela tem um "formato padrão". Os desenhos no PCB seguem os padrões que já vimos em outras irmãs da família TUF, mas é claro que há alguma personalização. Particularmente, eu gostei muito dos elementos que recobrem o setor de alimentação e o painel traseira, itens que casam muito bem com os arranjos no PCB.

Visual geral ASUS TUF B450M

A composição ainda continua numa combinação de preto, cinza e amarelo, mas com itens mais coloridos aparecendo somente no dissipador e em determinadas regiões, como a área retroiluminada. Falando em luzes, é claro que esta não é uma placa gamer topo de linha, então não espere muitas decorações nesse quesito. De qualquer forma, a placa chama mais a atenção com os LEDs acesos.

A qualidade TUF ainda é percpetível em alguns itens, como o slot PCI-Express reforçado (que é até 80% mais resistente) e a armadura TUF que promete deixar o produto mais robusto. No todo, um design simples e compacto, mas que deve encaixar legal em setups gamers.

LEDs na ASUS TUF B450M PLUS

Conforme eu falei previamente, as placas TUF foram feitas para trabalhar sob condições extrema, então você pode esperar componentes resistentes. A ASUS utilizou capacitores metálicos com tolerância de temperaturas até 20% superiores e que duram até cinco vezes mais. Além disso, os indutores têm eficiência energética até 13,6% maior do que os comuns e, por fim, os MOSFETs são mais resistentes.

Na prática, esses números podem significar melhor estabilidade em qualquer situação, seja por uso intenso do processador ou até mesmo em possíveis flutuações energéticas. Vale notar que a ASUS faz questão de alinhar a superioridade dessa linha com a identidade militar, uma vez que é preciso ser “duro na queda” pra aguentar condições extremas.

Chipset AMD B450

A cada nova geração de processadores, as fabricantes costumam lançar chipsets para dar suporte para suas mais recentes tecnologias. O curioso, no entanto, é que a AMD está ainda na segunda geração do Ryzen, porém, se você reparar bem, estamos já na terceira geração de chipsets da linha B, tendo o B250, o B350 e, agora, o B450.

As grandes dúvidas que ficam são: por que uma nova geração de chipsets? Quais as reais vantagens? É perfeitamente normal questionar isso, ainda mais que o B350 suporta a linha Ryzen de 2ª geração com um simples update de BIOS. É claro que a AMD não criou um novo chipset do zero, mas há novidades pontuais aqui que valem ser comentadas.

AMD B450 na ASUS TUF B450M

A primeira novidade é o suporte para a tecnologia AMD Precision Boost Overdrive (PBO) com melhores ganhos de performance. Ela une o Precision Boost 2.0 e o Extended Frequency Range 2.0, garantindo ainda melhores resultados no overclocking automático de processadores de sufixo X (sim, o chipset B350 também já usava OC automático, mas a AMD promete melhorias nesse chipset).

Por fim, mas não menos importante, a gente agora tem no B450 o suporte para o recurso AMD StoreMI, que é basicamente a resposta da AMD para a Intel Optane. A grande vantagem é que, diferente da concorrente, esta função em placas da AMD permite usar qualquer SSD e HD para criar uma memória buffer muito mais rápida.

Testes de desempenho

A ASUS TUF B450M-PLUS Gaming é a primeira placa que eu testei com o chipset AMD B450, portanto não teremos base de comparação igualitária para os comparativos neste review. Por outro lado, eu coloquei algumas placas mais tops e também algumas mais simples nos gráficos, assim podemos ver se ela se sai melhor do que outras com o chipset B350 e como se compara com peças que usam o X470.

Setup ASUS TUF B450M PLUS

Máquina utilizada nos testes

Sistema: Windows 10
CPU: AMD Ryzen 7 2700X
Memória: 16 GB RAM GEIL EvoX DDR4 3.200 MHz
Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 1080 Ti
SSD: Intel 540 Series 480 GB
Fonte: Corsair RM650X

Cinebench

O Cinebench é um teste de benchmark que verifica as capacidades do computador na renderização de gráficos tridimensionais (usando a tecnologia OpenGL), bem como o poder de processamento do chip principal da máquina.

Cinebench na ASUS TUF B450M

CPU-Z

Um dos aplicativos mais usados para conferir especificações de processadores também tem uma utilidade para verificação de performance de componentes. Apesar de simples, o benchmark do CPU-Z realiza testes do tipo single thread e multi thread. Além disso, ele possibilita uma comparação rápida entre diferentes dispositivos.

CPU-Z Bench na ASUS TUF B450M

RealBench

Este benchmark da ASUS efetua uma série de testes práticos, simulando como a máquina se comporta no dia a dia. O RealBench analisa o poder do computador na hora da edição de imagens, codificação de vídeos, trabalho com OpenCL e execução de múltiplas tarefas. O resultado geral indica a capacidade da máquina em pontos.

Realbench na ASUS TUF B450M

3DMark

O 3D Mark é um dos mais famosos programas de benchmark para gráficos. Ele se destaca principalmente por trazer uma grande variedade de cenários para testes dos diferentes recursos de hardware e software da placa de vídeo. Para máquinas de alto desempenho, nós rodamos o teste TimeSpy, que utiliza as mais avançadas tecnologias gráficas.

3DMark TimeSpy ASUS TUF B450M

Vale a pena?

Seja pela qualidade superior empregada pela ASUS ou pelos benefícios reais do chipset AMD B450, os resultados práticos nos testes são realmente impressionantes. Conforme você pôde conferir acima, a placa intermediária da linha TUF faz um excelente trabalho e consegue bater de frente até mesmo com setups muito mais potentes.

Assim, ainda que seja uma placa-mãe razoavelmente simples, esta TUF deve ser uma opção muito interessante para gamers e também consumidores que buscam um novo setup com as mais recentes - e aperfeiçoadas - funcionalidades por parte da AMD. Isso sem contar a parte de design, que se diferencia das TUFs mais básicas, e garante um visual mais encorpado para PCs intermediários.

Particularmente, eu gostei muito do cuidado da marca com o design do produto, mesmo com uma iluminação RGB mais básica, isso já garante alguma personalização para incrementar o setup dos gamers. É claro que os componentes tops da linha TUF também são diferenciais importantes, o que torna esta uma das placas mais recomendadas do segmento.

ASUS TUF B450M PLUS Gaming

Muita gente me perguntou recentemente sobre a disponibilidade de placas com o chipset B450 no Brasil, mas ainda não temos previsão exata dessas peças. Imagino que elas devam chegar já no mês que vem, porém as fabricantes ainda não confirmaram. Assim, também não temos preço final dessa placa no Brasil, o que inviabiliza falar de custo-benefício.

Assim como eu comentei no review da TUF H310, eu só vejo vantagens em placas mais econômicas como esta, mas que ainda preservam a boa qualidade e desempenho. Com os ótimos resultados dos benchmarks, fica claro que a ASUS TUF B450M-PLUS Gaming merece a medalha de ouro do The Hardware Show.

Medalha Ouro ASUS TUF B450M

Agora, resta aguardar o lançamento oficial para podermos saber se o preço vai compensar, mas no que diz respeito à performance, esta placa é mais do que recomendada!

...

Gostou desta matéria? Quer saber mais de hardware? Então, você pode acompanhar outros conteúdos de hardware no canal The Hardware Show no YouTube.

Pintou dúvidas? Quer trocar ideias de hardware e jogos? Então entre no The Hardware Group: https://goo.gl/wJwjCQ (no Facebook)

Buscando amigos para jogar e fazer piadas? Faça parte do grupo do The Hardware Show no Discord: https://discord.gg/6Z7bwuc

Quer ver fotos e dicas dos próximos THS? Então, siga o Fábio Jordan no Instagram no @fabiojordan: https://goo.gl/PBvQw8