Quem nunca sonhou em conversar via comunicador parecido com o da Princesa Leia, em “Star Wars”? Ou mexer com funcionalidades a partir de imagens que representam seus próprios mecanismos, a exemplo de “Minority Report” ou “Homem de Ferro”? Bem, os vídeos holográficos — ou volumétricos — estão muito próximos de se tornarem realidade, em “caixas de vidro” que dispensam o uso de óculos ou quaisquer outros acessórios para a visualização.

Looking Glass precisa de uma máquina hospedeira com configuração intermediária para rodar

O projeto, chamado de Looking Glass, está no forno há algum tempo e no ano passado a companhia até mesmo lançou o kit HoloPlayer One SDK, com o objetivo de fomentar o número de desenvolvedoras com apps compatíveis. Nesta temporada, o conceito foi refinado e agora os criadores estão prontos para distribuir as ofertas iniciais de venda via Kickstarter.

A novidade conta com uma tecnologia semelhante ao HoloPlayer One, que oferece interação com imagens tridimensionais em um display sensível ao toque. Ela cria 45 perspectivas a partir de um modelo 3D e usa uma lente lenticular para exibí-las em diferentes ângulos, o que permite criar o efeito holográfico.

looking glass

Para rodar, o gadget precisa de um computador hospedeiro. A recomendação é de que você tenha no mínimo uma máquina com processador Intel Core i5, memória RAM de 4GB e placa gráfica Nvidia GTX 1060 (compatível ou superior) e entradas para HDMI e USB-C, utilizado para alimentação de energia.

Gadget poderá ser usados por artistas, médicos, arquitetos, entre outros

Como o Looking Glass pode oferecer um bom ponto de vista para objetos em tamanho real e permite manusear o modelo tridimensional “ao vivo”, possui uma ampla gama de aplicações. A companhia prevê que ele seja utilizado por desenhistas e videomakers, desenvolvedores de games, designers de produtos, engenheiros industriais, arquitetos, biólogos e médicos, entre outros profissionais.

Primeiras unidades devem ser entregues para apoiadores a partir do começo de setembro

É possível usar acessórios populares, como o Leap Motion, que rastreia o movimento das mãos; assim como os Joy-Con do Nintendo Switch e outros dispositivos que podem facilitar o controle das holografias — alguns exemplos até mesmo aproveitam a câmera TrueDepth do iPhone X.

Em termos de software, o Looking Glass terá suporte para os formatos OBJ, FBX, STL e gLTF e uma ferramenta de exportação. A empresa também trabalha em outras ferramentas de visualização em tempo real, a exemplo do Maya, Zbrush, Blender, Tinkercad e Solidworks, que distribuídas gratuitamente com o aparelho.

holografia

O produto tem dois tamanhos, o de 8,9 polegadas, vendido a US$ 600, e o de 15,9 polegadas, a US$ 3 mil. A página da arrecadação virtual já juntou mais de US$ 80 mil de mais de 170 apoiadores — enquanto o pedido era de US$ 50 mil —, com mais 30 dias para o término da campanha, e oferece as duas versões com grande desconto. Ambas estão disponíveis a US$ 399 e US$ 1999, respectivamente, por tempo limitado.

As primeiras 100 unidades devem ser entregues no começo de setembro e as outras encomendas devem chegar em dezembro. Confira um vídeo promocional: