Um dos grandes chamarizes para os produtos da Apple é que eles costumam ter um grande preço de revenda, ainda mais se são repassados pouco tempo depois de seus lançamentos. O iPhone X confirma isso e acaba de bater o recorde de valor de segunda mão: segundo a firma especialista em liquidações, o B-Stock, a média paga tem sido de 85% em relação ao preço original, de US$ 999 a US$ 1149.

De acordo com o mesmo levantamento, mesmo os compradores em massa — como empresas que aproveitam os estoques de varejistas e costumam negociar melhores preços  — têm desembolsado cerca de 75% do que custava inicialmente. A B-Stock confirma que este é um percentual substancialmente maior do que os modelos anteriores de iPhone comercializados nesse mesmo tempo de ciclo de vida.

Uma das razões para isso acontecer seria a alta demanda doméstica. Ainda que uma boa parte da produção de iPhone X seja distribuída globalmente, 98% das vendas desse modelo ficam nos Estados Unidos, enquanto apenas 2% são registradas no exterior. A popularidade ajuda também na escolha, pois o custo-benefício seria atraente para quem quer um dispositivo usado e economizar um pouco em um produto com tecnologia de ponta.

Cupons de desconto TecMundo: