Os robôs da Boston Dynamics nos deixam com aquele misto de expectativa e temor pelo futuro, visto que muitos deles se parecem saídos de obras de ficção científica. Fato é que, deixando isso tudo de lado, a companhia promete que seus robôs parecidos com cachorros serão produzidos em massa a partir do ano que vem.

Tratando de forma mais específica, reportagem do site Inverse revela que o plano da companhia fundada em 1992 é produzir 1.000 unidades anuais do SpotMini a partir de julho de 2019.

“Fabricamos 10 por conta, estamos fabricando 100 com produtoras e, ao final deste ano e ao final de2019, iniciaremos a produção a uma taxa de cerca de 1.000 por ano”, confirmou o fundador da Boston Dynamics Marc Raibert.

O Android dos robôs

O objetivo da companhia, revela a publicação, é ser no mundo dos robôs o que o Android foi no mundo dos sistemas operacionais mobile, ou seja, oferecer soluções dinâmicas e versáteis para diversas necessidades. Segundo afirmou o seu fundador durante uma exposição em junho, os SpotMinis são testados atualmente para oferecer recursos a quatro áreas: construção, segurança, entrega de produtos e assistência doméstica.

“Criamos este robô suficientemente pequeno para que ele caiba dentro de um escritório, de uma fábrica, de um armazém ou mesmo dentro de casa”, confirmou Raibert à publicação, reforçando a ideia de que um SpotMini pode ter utilidades distintas em diferentes ambientes.

Se imaginarmos que a ideia do SpotMini é utilizar equipamentos substituíveis (como trocar seus braços por outros mais adaptáveis a determinados ambientes) e ser autônomo ou controlado à distância, as funcionalidades deste pequeno robô de cerca de 84 cm de altura ganham inúmeras possibilidades.