Como acontece com quase toda inovação tecnológica, os fones de ouvido sem fio chegaram resolvendo alguns problemas e criando outros novos. Se por um lado é agradável não ter que lidar com um amontoado de cabos enrolados na hora de ouvir música na rua, por outro, a possibilidade de perder um dos fones aumentou consideravelmente.

A Scandi Electronics quer resolver esse problema e também aproveitar para criar fones totalmente sem fios que não sejam uma abominação estética (a empresa não esconde a referência aos AirPods da Apple). Chamados de Swings, os fones com conexão Bluetooth da companhia foram anunciados com uma campanha de financiamento coletivo no Kickstarter.

Uma mulher.

Fotos do produto esclarecem como a ideia deve funcionar no dia a dia. Os fones podem ser colocados na orelha como se fossem um brinco normal e ficam pendurados quando você não estiver ouvindo música, podendo ser facilmente encaixados na hora de ligar o som. Sensores prometem que o áudio comece a tocar no momento em que você colocar os fones no ouvido e pare quando você os tirar.

Os Swings vêm em um modelo básico, que custa US$ 179, e outro atlético, que sai por US$ 129 e é feito para quem pretende praticar exercícios. Para quem gosta é da ostentação, há uma versão com cristais Swarovski incrustrados por US$ 349. Por US$ 20 adicionais, é possível obter o modelo esportivo nas cores vermelho, amarelo, rosa e violeta.

Brincos.

A promessa é de uma bateria comparável com a dos AirPods, garantindo cerca de cinco horas de uso. Ambos os fones têm microfones, o que significa que eles também podem ser utilizados para atender ligações e enviar comandos de voz para SiriAlexa e Google Assistente.

No Kickstarter, a companhia destaca bastante o fato de ter sido criada por mulheres. A fundadora da Scandi, Melissa Eldridge, tem mais de uma década de experiência desenvolvendo eletrônicos de consumo e sentiu que era necessário ter mais vozes de mulheres nesse espaço. “Tornar a tecnologia bonita” era o lema dela quando entrou na indústria.

A Scandi Electronics está tentando atingir uma meta de US$ 200 mil até o dia 25 de agosto para financiar a ideia.