O Facebook confirmou nesta semana o encerramento do projeto de helicóptero-drone capaz de oferecer internet móvel para áreas de risco, o Tether-tenna. O dispositivo foi anunciado em abril de 2017, chegando a ganhar destaque com direito a exibição durante a conferência F8 realizada já no mês seguinte.

Agora, a companhia dá um passo atrás e afirma que o projeto era um conceito discutivo internamente e que deixou de ser prioridade para a empresa. Em nota enviada ao site The Verge, o Facebook defende que o fim do Tether-tenna significa a opção por focar no “desenvolvimento contínuo e no avanço” de outros projetos, como o Terragraph, programas de ondas milimétricas e o HAPS.

Por falar em HAPS, as estações de plataforma de altitude elevada desenvolvidas pela empresa para levar internet a áreas remotas, o Facebook anunciou recentemente o abandono de um dos modelos desse programa, o drone Aquila. Ele seria movido a energia solar e levaria internet a locais remotos do mundo.

Tether-tenna

Apresentada em abril do ano passado, a Tether-tenna trazia uma antena produzida pelo Facebook junto de um drone fabricado pela Everfly. A intenção do produto era oferecer conexões móveis em áreas de risco ou atingidas por catástrofes naturais, situações que costumam “desconectar” regiões inteiras da internet, o que pode prejudicar o processo de resgate.

A parceira do Facebook na empreitada chegou a tentar dar continuidade no projeto por conta e comercializar a tecnologia para empresas de telecomunicações, mas não obteve sucesso. A startup, inclusive, já foi encerrada.

Cupons de desconto TecMundo: