E aí, galera. Só nos computer? Você que já acompanha o canal The Hardware Show já deve ter visto que costumamos publicar muitos reviews em vídeos, mas, com a enorme quantidade de produtos que chegam para teste na nossa bancada, fica difícil mostrar tudo em vídeo.

Assim, vez ou outra, eu trago conteúdos em texto aqui no TecMundo. Os reviews aqui no site continuam com a mesma qualidade de sempre, com as informações mais relevantes sobre os produtos, opiniões sobre os prós e contras e também os benchmarks. O grande diferencial agora é o tom na abordagem do conteúdo, que agora é mais simples e descontraído.

Bom, dito isso, vamos ao que interessa. O produto que trago hoje é a placa-mãe ASUS TUF H310M-PLUS/BR, uma peça que faz parte da nova leva de modelos para os processadores Intel Core de 8ª geração e integra a linha com os demais chipsets: B360, H370 e Z370.

É claro que você já conhece a ASUS de longa data, já que ela é uma marca renomada entre as principais fabricantes de hardware. Contudo, esta placa não é uma Strix ou uma Prime, mas uma TUF. Esta é uma linha um tanto diferente, por isso eu vou comentar sobre as vantagens desta série, a proposta desta placa e suas qualidades. Na sequência, vamos conferir testes.

Especificações

Especificações TUF H310M PLUS

Dura na queda!

A sigla TUF vem de “The Ultimate Force” (algo como “A Força Definitiva”), indicando que esta é uma linha que pretende ser a última palavra em resistência e com uma qualidade muito acima da média. As placas da série TUF foram designadas para trabalhar sob condições extrema, então você pode esperar componentes muito resistentes e prontos para trabalho intenso.

Falando assim parece ser papo furado, mas a verdade é que a ASUS garante a utilização de capacitores metálicos com tolerância de temperaturas até 20% superiores e que duram até cinco vezes mais. Além disso, os indutores usados nesta placa têm eficiência energética até 13,6% maior do que os comuns e, por fim, os MOSFETs são mais resistentes.

Chipset Intel H310 ASUS TUF

Na prática, esses números podem significar melhor estabilidade em qualquer situação, seja por uso intenso do processador ou até mesmo em possíveis flutuações energéticas. Vale notar que a ASUS faz questão de alinhar a superioridade dessa linha com a identidade militar, uma vez que é preciso ser “duro na queda” pra aguentar condições extremas.

Visual militar simplificado

Bom, assim como em outras linhas, a ASUS tem uma série de modelos dentro da família TUF, desde as mais tops de linha (como a TUF Z270 MARK 1), passando pela linha gamer mais robusta (com a Z370-PLUS GAMING como carro-chefe), até chegar nas linhas mais simples com placas B360 e a H310 que estamos testando hoje.

Na parte de design, a ASUS TUF H310M-PLUS/BR segue algumas tendências de suas irmãs mais encorpadas, sendo que o PCB tem recorte diferenciado (note que uma das laterais tem um corte para dentro) e há várias linhas amarelas e cinzas que compõem um desenho em meio aos componentes.

RGB na ASUS TUF H310 Gaming

É claro que por ser uma placa de entrada, a ASUS TUF H310M-PLUS/BR não tem armadura, dissipadores ou muitos arranjos estéticos. Por um lado, isso implica numa simplificação de projeto. Por outro, é claro que temos um barateamento do produto, que ainda herda as principais características TUF e atende ao público gamer sem problemas.

Interessante notar que mesmo sendo uma placa de entrada, esta TUF deve dar uma leve incrementada no setup gamer da rapaziada. Ela vem com um pequeno arranjo de LEDs RGB na parte superior direita, que iluminam o nome TUF Gaming. Não precisa nem dizer que esta área pode ser sincronizada com outros produtos através da tecnologia AURA Sync, né?

Placa acessível

É importante notar que a TUF H310M-PLUS/BR é uma placa de entrada, o que já dá para ver pelo chipset, que é o mais básico da atual linha de produtos da Intel. Além disso, o formato reduzido e a simplicidade visual também deixam isso bem evidente, então é claro que não podemos esperar uma grande quantidade de conexões.

Em consequência, temos uma série de limitações na parte de expansões e componentes. Esta placa-mãe da ASUS vem com apenas uma conexão PCI-Express x16, dada limitação do próprio chipset, e duas conexões PCI-Express x1. Vale notar que esta placa tem apenas dois slots de memória, o que também pode dificultar alguns upgrades futuros.

Visual geral ASUS TUF H310M BR

Basicamente, as possibilidades de expansão são um tanto limitadas. Na prática, para o jogador que só pretende instalar uma placa de vídeo, tais características não devem ser impeditivos, mas se você pretende realizar expansões no seu setup, já é válido optar por chipsets melhores, ou seja, por placas mais robustas.

Vale notar que também estamos tratando de um projeto mais simples na parte energética. Mesmo que os capacitores e indutores sejam herdados da família TUF, temos aqui uma peça com poucas fases de alimentação. Ela pode ser bastante adequada para um processador de entrada, mas talvez não seja a mais recomendada para o modelo top de linha.

Testes de desempenho

A ASUS TUF H310M-PLUS/BR é a primeira placa que eu testei com o chipset Intel H310, portanto não tenho base de comparação igualitária para os comparativos neste review. Por outro lado, eu coloquei algumas placas mais tops nos gráficos para você ver que ela não fica tão atrás de modelos bem mais caros.

Máquina utilizada nos testes

Sistema: Windows 10
CPU: Intel Core i7-8700K
Memória: 16 GB RAM GEIL EvoX DDR4 3.200 MHz
Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 1080 Ti
SSD: Intel 540 Series 480 GB
Fonte: Corsair RM650X

Cinebench

O Cinebench é um teste de benchmark que verifica as capacidades do computador na renderização de gráficos tridimensionais (usando a tecnologia OpenGL), bem como o poder de processamento do chip principal da máquina.

Cinebench na TUF H310M PLUS BR

CPU-Z

Um dos aplicativos mais usados para conferir especificações de processadores também tem uma utilidade para verificação de performance de componentes. Apesar de simples, o benchmark do CPU-Z realiza testes do tipo single thread e multi thread. Além disso, ele possibilita uma comparação rápida entre diferentes dispositivos.

CPU-z na ASUS TUF H310M PLUS

RealBench

Este benchmark da ASUS efetua uma série de testes práticos, simulando como a máquina se comporta no dia a dia. O RealBench analisa o poder do computador na hora da edição de imagens, codificação de vídeos, trabalho com OpenCL e execução de múltiplas tarefas. O resultado geral indica a capacidade da máquina em pontos.

Realbench na TUF H310M PLUS BR

3DMark

O 3D Mark é um dos mais famosos programas de benchmark para gráficos. Ele se destaca principalmente por trazer uma grande variedade de cenários para testes dos diferentes recursos de hardware e software da placa de vídeo. Para máquinas de alto desempenho, nós rodamos o teste TimeSpy, que utiliza as mais avançadas tecnologias gráficas.

3DMark na ASUS TUF H310M PLUS

Vale a pena?

No fim do dia, a ASUS TUF H310M-PLUS/BR é uma placa-mãe bastante simples, mas que deve atender muito bem aos jogadores que pretendem montar um setup econômico para jogos e já querem apostar na mais recente linha de processadores Intel.

É claro que uma placa-mãe básica como esta não deve atender aos entusiastas ou jogadores mais endinheirados, já que ela tem uma série de limitações, sendo que nem cabe aqui criticar tais aspectos, uma vez que estamos tratando de um produto para um público bem específico.

E vale mencionar que, apesar da proposta mais simples, a ASUS ainda foi bastante atenciosa em manter um design diferenciado e a área com iluminação RGB para incrementar o setup dos gamers mais humildes. Além disso, a presença de peças de melhor qualidade provenientes da linha TUF também merece grande destaque, pois isto faz este modelo ser ainda mais atraente do que os concorrentes.

Com valores que variamm de 460 a 550 reais, a TUF H310M-PLUS/BR é uma placa que certamente vai chamar a atenção dos gamers que querem economizar, mas não pretendem montar um setup muito ousado. Certamente, é uma placa que combina legal com Intel Core i3 ou Intel Core i5, uma combinação de 16 GB de memória e placas de vídeo intermediárias.

Medalha ASUS TUF H310M-PLUS

Legal percerber que os resultados de benchmarks provam que ela tem alguma desvantagem frente a outras placas poderosas, porém ainda são extremamente satisfatórios. Ponto para a ASUS que novamente se destaca ao oferecer uma placa com preço muito competitiva e uma série de vantagens. Assim, podemos conceder a medalha de ouro para a ASUS TUF H310M-PLUS/BR.

Enfim, eu gostei muito desta placa e certamente recomendo para os jogadores que buscam qualidade, bom desempenho e um design diferente. Parabéns para a ASUS que novamente traz uma peça com preço bacana para o público brasileiro.