Os cidadãos de Ensenada, cidade mexicana a cerca de 100 quilômetros da fronteira com os Estados Unidos, perto da californiana San Diego, estão comemorando um feito que diz muito sobre o potencial do uso da tecnologia a favor da segurança pública: graças à aquisição de um drone – um único exemplar –, a polícia foi capaz de reduzir o nível da criminalidade local em 10%.

Em apenas 4 meses, o aparelho, um Inspire 1 da DJI, ajudou a realizar nada menos do que 500 detenções. Nesse período, o drone foi utilizado uma média de 25 vezes ao dia, sempre em missões planejadas a partir dos chamados recebidos pelos serviços de emergência da cidade.

A operação do aparelho ainda é integrada a um software que automatiza os procedimentos de pouso e decolagem, facilitando a vida dos policiais, que também podem acessar as imagens em tempo real tanto de dentro das delegacias quanto de qualquer viatura em movimento.

De acordo com Chris Rittler, CEO da Cape – empresa que fornece o software de operação do drone –, uma cidade de 500 mil habitantes, como Ensenada, não precisa de mais do que 12 aparelhos do tipo para oferecer uma cobertura de segurança pública completa. Para o executivo, a grande vantagem é que eles ajudam na redução do tempo entre uma chamada de emergência e a chegada de um aparato policial ao local – detalhe que faz, de fato, toda a diferença.

Os benefícios do emprego dos equipamentos voadores em ações estratégicas de segurança pública não param por aí. Além de mais rápidos, eles têm se provado muito mais versáteis, eficazes e baratos do que helicópteros e câmeras de vigilância – sinal de que talvez não estejamos tão distantes de vê-los se popularizando nas mais diversas ações de combate ao crime.

Cupons de desconto TecMundo: