Nem só de processadores vive a Intel. A companhia apresentou, durante a Computex 2018, o conceito de um notebook com duas telas, sendo uma delas LCD e a outra EPD, mesmo tipo de visor utilizado em leitores de e-books, como o Kindle. A ideia é inspirada em um caderno Moleskine e incentiva o usuário a abrir rapidamente o aparelho para fazer anotações com a caneta.

O protótipo se chama Tiger Rapids e foi mostrado com exclusividade para o site PC World, que testou o aparelho, como você pode ver no vídeo abaixo. Ele não deve ser lançado no mercado, mas sim servir como modelo e inspirar outras fabricantes mais estabelecidas a experimentar formatos diferentes de dispositivos.

Essa versão do Tiger Rapids é equipada com um processador de sétima geração da Intel, SSD, Wi-Fi e tem uma bateria que dura entre 13 e 15 horas, podendo ser carregado por uma porta USB-C.

Além dele, a Intel mostrou outro protótipo, ainda sem nome, que segue o mesmo conceito, mas tem duas telas de LCD. Nesse outro modelo, é possível expandir o conteúdo do Windows 10 para preencher as duas telas ou transformar a segunda tela em um teclado virtual. Dessa forma, o aparelho funciona quase como um notebook tradicional, embora sem teclado físico.

Mesmo que uma versão do Tiger Rapids nunca chegue ao mercado, ele é mais um tipo de experimento com notebooks apresentado na Computex 2018. Ontem, por exemplo, a ASUS anunciou o ZenBook Pro, que tem uma tela no lugar do touchpad com atalhos e ações rápidas que podem ser configurados.

Cupons de desconto TecMundo: