Quando bate aquela fome, e você não quer sair de casa, nada melhor do que pedir um delivery de uma comida gostosa, né? Afinal, é só esperar o motoboy chegar, e pronto: a refeição está garantida. Mas e se as entregas fossem feitas por um meio diferente?

Pois é isso que está acontecendo na China. O sistema da empresa Ele.me, da Alibaba, está fazendo o serviço por meio de drones em Shangai, no parque industrial de Jinshan. O modelo utilizado foi o E7, conhecido por carregar até 6 quilos e voar até 20 quilômetros de distância, com uma velocidade média de 65 km/h.

O melhor de tudo é a velocidade: o tempo estimado de entrega é de apenas 20 minutos, já que não há problemas de trânsito — fatores importantes no custo do transporte. Futuramente, a ideia é expandir o serviço para regiões rurais e pouco povoadas, criando um sistema de entregas aéreo.

Assim, fica fácil entender por que recursos que visam deixar a vida mais simples são tão populares, né? No caso dos drones, a Alibaba e outras empresas envolvidas irão tomar nota de alguns dados dos usuários, como o valor que eles costumam gastar com as refeições, as preferências na hora de decidir o que comer e até mesmo o perfil de pagamento deles. Contudo, não se anime muito; apesar de a ideia ser boa, é provável que essa iniciativa não seja aplicada em áreas residenciais.

Vale ressaltar que não é a primeira vez que empresas chinesas usam drones com a finalidade de fazer entregas de produtos alimentícios; recentemente, a Cainiao, afiliada da Alibaba, utilizou pequenas aeronaves para levar folhas de chá colhidas nas montanhas direto para os centros de processamento.

Cupons de desconto TecMundo: