O Oculus Go, como já informamos aqui, foi lançado oficialmente no dia 1 de maio pela Oculus, empresa que pertence ao Facebook. Pousando como um dispositivo um pouco menos poderoso que o Oculus Rift, o Go é mais fácil de usar e, claro, um pouco mais acessível que seu irmão mais velho. Nessa quinta-feira (31), a Xiaomi revelou em uma conferência em Shenzhen que vai lançar esse produto de realidade virtual no mercado chinês, mas com sua própria marca. Lá, o Oculus Go vai se chamar Xiaomi Mi VR.

A diferença entre o Oculus Go e o Xiaomi Mi VR? Nenhuma, a não ser pela mudança no logotipo das empresas estampado no aparelho

Os chineses já podem adquirir o Oculus Go – quer dizer, o Xiaomi Mi VR – por preços a partir de 1,5 mil yuans, ou R$ 872, pela versão com 32 GB de armazenamento interno e 1,8 mil yuans, ou R$ 1.046 pelo modelo de 64 GB de espaço nativo. Ele vem equipado com processador Snapdragon 821 da Qualcomm, tem resolução de 2.560x1.440 pixels (538 ppi) e cada headset traz consigo um controle 3DOF.

A diferença entre o Oculus Go e o Xiaomi Mi VR? Nenhuma, a não ser pela mudança no logotipo das empresas estampado no aparelho; tirando isso, são exatamente o mesmo produto. O Mi VR é compatível com o Oculus Mobile SDK, o que permite a criação de aplicações específicas para o dispositivo por parte de desenvolvedores.

Cupons de desconto TecMundo: