Lançado no ano passado, o Digital Paper Tablet DPT-RP1 foi a aposta da Sony para fazer as vezes de livro digital e também de um caderno eletrônico, como um tablet no formato de um A4 (21 cm x 29,7 cm). Criticado por ser muito grande e difícil de segurar para anotar as coisas, a gigante japonesa decidiu continuar se dedicando ao produto e agora ela anuncia a chegada de uma nova versão, menor e mais leve, batizada de Digital Paper Tablet CP1 (ou DPT-CP1).

Novo modelo custa US$ 600 e vem com mais opções de software

O modelo anterior conta com um display de 13 polegadas com resolução de 1650 x 2200, peso de 350 gramas, armazenamento interno de 16 GB, suporte para PDF e caneta capacitiva, vendido a US$ 700 (quase R$ 2,6 mil, sem taxas). Já o DPT-CP1 vem nas dimensões 17,4 cm x 24,3 cm, tela de 10,3 polegadas com resolução de 1404 x 1872 e 240 gramas. As outras especificações citadas acima são semelhantes.

O que mais se destaca é o desenho, que facilita o manuseio; a otimização do funcionamento da stylus, que reproduz com mais precisão o peso e a sensação de escrita; e novos apps, que ampliam a utilidade do “e-papel”. Por exemplo, há um novo programa para iOSAndroid que melhora o compartilhamento e carregamento e outro que sincroniza o que você está vendo no dispositivo em um monitor de PC.

sony digital paperO modelo deste ano, à esquerda, e o anterior

A bateria também chama a atenção, com autonomia de até três semanas sem estar conectada constantemente com redes WiFi ou Bluetooth. Ainda não há previsão de quando deva estar nas prateleiras, contudo, o preço deve competir em um setor concorrido: os US$ 600 (R$ 2,2 mil) do lançamento devem bater de frente com os novos iPad, que estão saindo por US$ 465 (1,7 mil), com caneta.

Cupons de desconto TecMundo: