Levando em conta o alto custo da impressão fotográfica, em especial para quem tem um carinho especial pelas fotos instantâneas da Polaroid, um rapaz britânico chamado Tim Alex Jacobs decidiu usar a criatividade para fazer seus registros. Jacobs descreveu o projeto como um sonho antigo e mostrou como acabou por “hackear” uma câmera de modo que ela revelasse as fotos em um papel muito mais barato do que o filme.

O material utilizado na modificação foi o papel térmico, aquele encontrado para a impressão de recibos de cartão de crédito. Antes de mais nada, Jacobs adquiriu uma webcam antiga, por um preço equivalente a R$ 10, bem como uma impressora de papel térmico. Dessa vez, não foi escolhida a mais barata, mas sim a menor possível. Os dois objetos foram inseridos na câmera, substituindo partes originais.

1

Apesar de os detalhes da montagem estarem disponíveis (leia mais), construir uma dessas não é nada simples. No interior da câmera foi colocado também um Raspberry Pi, um pequeno computador de baixo custo integrado em uma placa. Além disso, uma codificação personalizada foi necessária para garantir que a webcam e a impressora se comunicassem e funcionassem adequadamente.

Após a montagem, o dono do projeto não conseguiu espaço suficiente para colocar um rolo inteiro do papel térmico, que renderia centenas de fotografias. Essa questão é uma das melhorias a que ele pretende se dedicar, já que no espaço limitado só coube o suficiente para, potencialmente, registrar os melhores momentos de uma noite fora com amigos.