Neste início de maio, estamos dando início a uma série de matérias criada especialmente para resgatar memórias sobre dispositivos eletrônicos que marcaram a vida dos brasileiros ao longo das últimas décadas. E para este primeiro capítulo, optamos por um dispositivo nem tão antigo assim, mas que certamente fez parte da vida de milhões de pessoas em toda a extensão do país: os MP3 Players.

Geralmente dependendo apenas de uma pilha AAA, estes pequenos dispositivos — que também foram usados como pendrive para trabalhos de escola e faculdade em uma grande gama de oportunidades — fizeram com que muitos jovens tivesses seus primeiros contatos com softwares de extração de músicas a partir de CDS. E também com muitos softwares de troca de arquivos por P2P, né!?

Apesar de os primeiros aparelhos terem sido lançados no final dos anos 1990, foi somente na metade da década seguinte que eles conquistaram a popularidade no Brasil. Foi aí que surgiram dispositivos como Philips GoGear, aparelhos da iRiver, dispositivos da Foston e bilhões (claramente exagerado e sem arrependimentos disso) de cópias de outras fabricantes. (Ah... Também existia um tal de iPod na época e ele nem se chamava Classic ainda)

MP3 Player

Este MP3 Player totalmente funcional nos foi emprestado por Carlos Andreatta para as fotos

Nota: é interessante (e até engraçado) lembrar que, apesar de MP3 e  MP4 serem diretamente ligados às mídias, o mercado foi ganhando produtos com "MP5", "MP6" e assim por diante — a cada vez que uma nova funcionalidade surgia. Nós convidamos algumas pessoas aqui da NZN para falar sobre suas memórias sobre estes aparelhos, confira: 

Carlos Andreatta - Data Scientist

Lembro um dia aonde eu estava voltando para casa ouvindo o meu MP5! Ele tinha uma tela (que o vendedor jurava ser melhor do que a sua TV) e um speaker (que ele dizia ser melhor do que o seu toca-fitas), pois bem... neste dia eu jovem gafanhoto estava voltando para casa de ônibus, estava louco de raiva porque o som estava muito baixo. Poderia ser a pilha fraca? Poderia! Poderia ser a mídia MP3 gravada em volume baixo? Dificil, mas poderia!

Porém, caros amigos, o problema era que o P2 do fone de ouvido tinha se desconectado do MP5 e então o som que eu estava ouvindo era do MP5 berrando no meu bolso viajando pelo ar e ultrapassando o meu fone de ouvido. Bom, nem preciso dizer que compartilhei sem querer com o ônibus todo uma playlist lamentável que eu achava estar em segredo! Não lembro o que era, mas na época eu era um metaleiro cabeludo, então eu acredito que inevitavelmente caiu alguma musica pop da época ou um bregão.

Débora Capella - Revisora

Fiquei toda contente quando ganhei o meu primeiro MP3 Player; minha mãe parcelou e garantiu o Natal, rs. Uns 2 meses depois (ela ainda pagando), fui assaltada no ônibus enquanto voltava para casa e levaram o aparelho. Tristeza define.

MP3 Player

As belíssimas fotografias desta matéria foram capturadas por Silmara Slobodzian

Felipe Simões - Gerente de produto

Meu primeiro MP3 eu ganhei numa promoção de assinatura do Jornal Valor Economico. Assinei 1 ano para ganhar o aparelho. Eu voltava do trabalho de onibus ouvindo música e lembro das pessoas olharem desconfiadas. Sim sou um pouco mais velho isso foi em 2002 pelo o que me lembro. Um dias destes voltando, o onibus foi assaltado, mas quando ladrão chegou no meu banco, ele olhou e não levou pq segundo ele não era um discman. =/ (sim no RJ tem muito assalto).

Gabriel Novaes - Analista de parcerias

Lembro que ganhei meu primeiro MP3 quando tinha 11-12 anos (hoje tenho 22). Era um de 256MB e sei que foi uma luta convencer minha mãe a me dar um. Na época fomos na Santa Efigênia comprar, pois nas lojas e na internet era caro (minha mãe não confiava em comprar na internet =S). Depois lembro que ficava à tarde inteira baixando música e conforme iam saindo musicas novas das bandas que eu curtia, tinha que excluir as musicas e ficava nesse remanejamento de espaço hahaha. Fora que na escola era a sensação do momento. Era um produto muito bonito, pequeno e simples, bateu saudades dessa época. 

Leonardo Müller - Redator do TecMundo

O primeiro MP3 player que tive foi um "refugo" de uma prima mais velha que havia comprado outro aparelho para ela. Esse tinha apenas 256 MB de espaço, o que era muito pouco. Acho que nem cabia um CD inteiro, mesmo com os arquivos convertidos para MP3. Eu tinha que ficar trocando as músicas de vez em quando para voltar a ouvir novas faixas. Só que um dia eu o deixei cair no chão quando fui fazer sinal para o ônibus, enquanto esperava no ponto. Antes que eu pudesse pegá-lo de volta, ele virou pó no asfalto. Depois disso, implorei para meu pai comprar um novo. Dessa vez, um com 1 GB de memória e dois plugues para fones de ouvido. Assim, eu podia compartilhar música com meus amigos na escola. Acho que depois desse segundo MP3, já havia chegado a era dos celulares com player de música embutido. Então, nunca mais tive um desses.

MP3 Player

Qual era a sua equalização favorita?

Renan Hamann - Editor do TecMundo

Os MP3 Player / pendrive despertam boas memórias sobre minha adolescência no metal! Eu devo ter queimado um ou dois desses pegando chuva e mais uns três (exagerando) colocando no PC do colégio. Não era nada Hi-Fi, mas era demais! O ruim era perder umas horas da vida a cada vez que mudava de fone de ouvido, só pra achar uma equalização melhor.

......

E você... Tem alguma história boa sobre os MP3 Players? Bateu aquela nostalgia? Encontramos gadgets que hoje são os substitutos, confira nossa lista:

  • Mini MP3: https://goo.gl/RsNLMy
  • MP4 Player Aquarius Strap 4GB: https://goo.gl/fXAVrb
  • MP3 Player Multilaser Átrio 8GB: https://goo.gl/ZxVo3d
  • iPod Apple Nano 7 16GB: https://goo.gl/aEcfvS