Quem esperava ver os novos processadores Cannon Lake de 10 nanômetros da Intel produzidos em massa ainda neste ano vai se decepcionar. A fabricante anunciou nesta quinta-feira (26) que o processo foi atrasado novamente e, agora, a grande produção das novas peças começa somente em 2019.

A revelação foi feita pelo presidente da Intel, Brian Krzanich, durante o anúncio dos resultados financeiros da empresa do primeiro trimestre de 2018.  Segundo revela o site PC Gamer, a razão dada por Krzanich para o atraso é a insatisfação da empresa com o desempenho das novas peças, que ainda não teriam alcançado todo o seu potencial.

A ideia, então, é aprimorar tudo para lançar o melhor processador possível mesmo que com um novo adiamento. Vale lembrar que a previsão inicial era de lançamento em 2017, adiada posteriormente para o final de 2018.

Se a notícia não é boa na questão de inovação, não há do que a Intel reclamarn quando o assunto é o seu balanço financeiro. Segundo as informações reveladas nesta semana, ela obteve receita de US$ 16 bilhões entre janeiro e março deste ano, alcançando um lucro total de US$ 4,5 bilhões —aumento de 50% no lucro em relação ao mesmo período de 2017.

Cupons de desconto TecMundo: