Intel encerra divisão responsável por óculos inteligentes

1 min de leitura
Imagem de: Intel encerra divisão responsável por óculos inteligentes
Avatar do autor

Vários rumores sobre um possível abandono de projetos de realidade aumentada (AR) por parte da Intel circulam desde outubro do ano passado, quando apareceram as primeiras informações de que a companhia encerraria a divisão responsável pelos óculos inteligentes da empresa. A Hoje (19), veio a confirmação.

Após novos rumores, desta vez veiculados pelo site The Information, de que a tradicional fabricante de microchips cogitaria descontinuar a divisão de AR, a própria Intel confirmou ao site Engadget que está abandonando o projeto Superlight, nome pelo vinha sendo tratado os óculos inteligentes da marca, provavelmente por falta de investimento externo.

Confira o comunicado na íntegra:

A Intel trabalha continuamente em novas tecnologias e experiências. Nem todas elas se transformam em um produto que nós escolhemos levar ao mercado. O projeto Superlight é um ótimo exemplo no qual a Intel desenvolveu óculos de realidade aumentada verdadeiramente diferenciados para os consumidores. Vamos adotar uma abordagem disciplinada à medida que continuamos inventando e explorando novas tecnologias que, às vezes, exigirão escolhas difíceis quando a dinâmica de mercado não dar suporte com investimentos adicionais.

Um antigo futuro brilhante

Tudo isso significa: nada de um rival para o Google Glass ou para os óculos com tecnologia Windows Mixed Reality vindo dos laboratórios da Intel. Contudo, não dá para deixar de louvar a possibilidade aberta pela companhia com o seu projeto, ao menos de acordo com as informações mais recentes a respeito dele.

Além de terem uma pegada mais casual, ou seja, eles teriam o aspecto de um par de óculos de grau convencional e não aquele estilo androide do futuro, os dispositivos de realidade aumentada seriam capazes de projetar imagens diretamente no olho do utilizador. Já com alguns protótipos à mesa, a Intel planejava até mesmo criar um programa de acesso antecipado para os óculos, mas tudo foi engavetado.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Intel encerra divisão responsável por óculos inteligentes