De acordo com informações do XDA-Developers, o aguardado chipset Snapdragon 710 — o primeiro chip da série 700 — seria, na verdade, apenas um Snapdragon 670 renomeado. Esse 670 foi um suposto processador da Qualcomm bastante comentado nos últimos meses. O componente nunca foi lançado, até que ele desapareceu completamente da dimensão dos rumores. Agora, algumas supostas confirmações da própria Qualcomm e da Xiaomi corroboram o que uma fonte do XDA teria dito recentemente, que a Qualcomm simplesmente mudou o nome do 670 para 710.

Esse novo chip estaria presente em pelo menos dois novos celulares da Xiaomi, conhecidos atualmente pelos codinomes “Comet” e “Sirius”. Um segmento do código do firmware desses aparelhos obtido pelo XDA indica que o chip da Qualcomm teria oito núcleos no total, dois de alto desempenho e seis de para economia de energia, a mesma configuração que era espera para o 670. O firmware ainda faz menções diretas ao 710.

snapdragon 710

Nesse caso, os dois principais núcleos seriam baseados nos Cortex-A75 da ARM, e os básicos seguiriam o modelo dos Cortex-A55. A GPU seria a Adreno 615. No geral, espera-se que o desempenho desse chip supere de forma considerável os atuais modelos da série 600. Talvez por isso a Qualcomm tenha resolvido criar uma nova família de chips mobile.

Além de uma confirmação de uma fonte anônima sobre o assunto, o XDA ainda conferiu indicações diretas de um registro de desenvolvimento da Qualcomm, explicitando que de fato o 670 foi renomeado como 710.

snapdragon 710

Não sabemos, entretanto, se os modelos da série 700 eventualmente substituirão os 600 e não temos ideia de quanto eles devem custar para as fabricantes de celular. Seja como for, a Qualcomm pretende começar a entregar as primeiras unidades desses chips antes de junho deste ano.

Cupons de desconto TecMundo: