A Apple está em litígio na Justiça com a Qualcomm e, ao que tudo indica, pode “comprar briga” com outra gigante dos processadores em breve: rumores apontam que a empresa deve usar processadores próprios nos Macs a partir de 2020. Desta vez, porém, a disputa deve se dar longe dos tribunais, pois tudo indica se tratar apenas de uma estratégia da Maçã para integrar os seus ambientes.

A novidade foi antecipada nesta segunda-feira (2) pelo Bloomberg e tem como fonte pessoas inteiradas da iniciativa da Maçã. O projeto, internamente chamado de Kalamata, ainda estaria em fase inicial de desenvolvimento e seria parte de um programa ainda maior que pretende tornar todo o ecossistema de produtos da Apple (computadores, tablets e smartphones) mais integrado.

A transição para essa experiência multiplataforma quase única deve contar com vários passos até ser concluída. Ainda de acordo com a publicação, a iniciativa já teria sido aprovada pelos executivos da Maçã. Não foram revelados mais detalhes sobre esse projeto da Apple, mas esta publicação será atualizada assim que surgirem novidades.

Cupons de desconto TecMundo: