O HTC Vive Pro, uma proposta premium para o mercado de realidade virtual (RV), chega em abril com o preço de US$ 799 (R$ 2628, sem taxas). Agora a versão mais simples custa US$ 100 (R$ 329) a menos e sai por US$ 499 (R$ 1641).

O preço ficou salgado se considerarmos que essa oferta traz somente o headset

O Vive Pro vem com duas telas OLED, resolução de 2880 x 1600 pixels por olho — um salto de 78% em relação original, que traz 1400 x 1600 pixels  — e conta com um design remodelado, para oferecer mais conforto, além de novos fones de ouvido, com amplificador embutido. Quem comprar a novidade entre abril e junho receberá uma assinatura de seis meses do serviço VivePort, um desconto de US$ 48 (R$ 158).

O preço ficou salgado se considerarmos que essa oferta traz somente o headset, sem os dois controles e suas bases de carga, que custam US$ 130 (R$ 427) e US$ 135 (R$ 444), cada um, respectivamente. Aliás, com esse valor o Vive Pro segue mais caro que o Oculus Rift e o PlayStation VR.

htc vive pro vr

Já o Vive “normal” continua vindo com dois controles e duas bases, dois meses de VivePort com Fallout 4 VR. É até sedutor, mas o Rift com dois controles touch e mais vários jogos sai por US$ 100 a menos.

A Vive ainda planeja melhorar os atuais periféricos , como trackers com maior cobertura e melhores bases, mas ainda não há data ou preço para isso. Se continuar com essa políticas de preço pode ser que seja fique um pouco distante do grande público.