Na busca por criar recursos que vão tornar drones cada vez mais práticos e versáteis, especialistas criaram uma espécie de braço robótico que pode ser acoplado a um desses veículos voadores e que é capaz de capturar objetos usando garras. O grande destaque do dispositivo, porém, é sua estrutura completamente dobrável, da mesma forma que um origami – aquelas dobraduras de origem japonesa –, que pode ter seu tamanho reduzido e não atrapalha na aerodinâmica do veículo.

O braço, inicialmente feito sem pensar em drones, pode ser usado pelos veículos voadores para acessar frestas e outros lugares estreitos e recuperar objetos de difícil acesso. Ele foi descrito em um artigo da Science Robotics e é composto por sete atuadores de plástico que se parecem com caixas retangulares empilhadas uma sobre a outra. O braço esticado pode chegar a 70 centímetros de comprimento.

a

Dobraduras robóticas

Robôs dobráveis estão se tornando cada vez mais populares. Chamados de “robôs de origami”, são feitos de placas de metal ou plástico que se dobram e desdobram para que os dispositivos possam se mover. Pesquisadores do MIT chegaram a criar um robô de origami feito de carne que podia ser engolido. Na Universidade de Harvard, engenheiros usaram o kirigami – a arte japonesa de cortar de papel em vez de dobrar – para criar pele de cobra artificial que permite que um robô flexível rasteje para a frente.

Certamente essa quantidade de artifícios robóticos em parceria com drones vão gerar veículos extremamente versáteis e que vão nos ajudar em tarefas até então extremamente trabalhosas, para não dizer impossíveis.

Cupons de desconto TecMundo: