Uma denúncia anônima levou o Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, até uma loja de Araçatuba, São Paulo, onde foram apreendidos 51 unidades de iPhones sem nota fiscal. A dona do estabelecimento estava presente e foi detida em flagrante por receptação qualificada.

Segundo as autoridades locais, a denúncia informava que a empresária, proprietária de duas lojas na cidade, vendia os smartphones da Apple sem fornecer nota fiscal. Os investigadores do GOE foram até o local e encontraram a lojista, que negou vender produtos de origem ilícita.

Os policiais realizaram uma vistoria e encontraram 51 iPhones, todos embalados e sem nota fiscal. A empresária alegou ter adquirido os aparelhos em São Paulo, mas, como não tinha como comprovar a origem dos portáteis, foi detida e levada até a delegacia para prestar esclarecimentos. Ela foi liberada pela polícia na sequência.

De acordo com o jornal Diário da Região, os modelos apreendidos foram: um iPhone SE, 11 iPhone 6, três iPhone 6 Plus, seis iPhone 6S, 15 iPhone 7, dois iPhone 7 Plus, seis iPhone 8, seis iPhone 8 Plus e um iPhone X.